O corte de 2.129 mil árvores em área de Mata Atlántica, ao final da Travessa Calandrini, no Bairro Carianos, em Florianópolis chamou a atenção dos moradores da região. A ação, realizada pela empresa Clausan Participações LTDA, com autorização da Fatma, dizimou espécies nativas e espinheiros. Morador da rua e representante da região na Câmara Municipal, o vereador Maikon Costa (PSDB) não escondeu a decepção ao subir na tribuna do plenário para tratar do tema. “Estou arrasado, foi morador desta rua por 25 anos. É lamentável”. A ação chamou também a atenção dos vereadores Pedrão (PP), Marquito e Afrânio Bopré (ambos do PSOL) que junto com Maikon foram até o local conferir o desmatamento. A Clausan, por intermédio da consultoria Geosustentável, apresentou a licença da Fatma e as exigências de compensação: doação de 350 mudas de espécies nativas ou frutíferas ao município e o depósito, na conta da Fatma, de cerca de R$ 29 mil referente à reposição florestal correspondente a área de 8 mil metros quadrados; O vereador Maikon Costa solicitou audiência para esta quinta-feira (12) pela manhã com o presidente da Fatma, Alexandre Waltrick Rate para obter maiores esclarecimentos.