A segunda etapa da pesquisa científica da Secretaria de Saúde de Criciúma, em parceria com a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), que tem por objetivo estimar a prevalência da Covid-19 nos criciumenses, iniciou nesta terça-feira.

Até a próxima segunda-feira (11) serão realizados mais 500 testes rápidos.

Repetindo os moldes da etapa anterior, o trabalho será realizado em macrorregiões do município, como Centro, Próspera, Rio Maina, Pinheirinho, Quarta Linha e Santa Luzia.

Ao todo, 18 profissionais da saúde de Criciúma, devidamente identificados, realizarão as coletas.

O ponto de partida será o Laboratório Municipal, a partir das 8h.

Por meio dos resultados obtidos, a Secretaria de Saúde de Criciúma está adotando e aprimorando medidas em combate e prevenção à Covid-19.

“Essa pesquisa está nos auxiliando muito, para que tenhamos o controle de cada região da nossa cidade. Adotamos muitas ações durante esse período e vamos intensifica-las se for necessário”, destaca o responsável pela pasta, Acélio Casagrande.

Os testes não serão realizados durante o fim de semana, voltando a serem aplicados na segunda-feira (11).