O gosto e a curiosidade pelos fatos históricos levaram Roberto Lourenço, paranaense de nascimento e jaraguaense de coração, a embarcar em uma aventura em meio à outros livros para descobrir fatos históricos de Santa Catarina. Motivado pela descoberta da passagem de uma expedição espanhola pelo Estado, que sofreu um acidente e naufragou próximo a Florianópolis, ele decidiu conhecer mais sobre estas expedições. O resultado de três anos de pesquisas foi reunido no livro “1516 - 500 anos da chegada dos espanhóis a Santa Catarina”. A publicação, considerada de grande importância para a literatura histórica do Estado, traz o relato sobre 12 expedições espanholas entre os anos 1500 e 1600, com um detalhamento rico dos locais por onde passaram e a trajetória em solo catarinense. Incluindo passagens por Jaraguá do Sul e região. “Descobri que essas expedições passaram por aqui nesse período e comecei a pesquisar mais sobre cada uma delas. Como aprendi muito sobre esses fatos, muitos deles curiosos e desconhecidos até então, decidi que era o momento que eu deveria compartilhar com outras pessoas”, conta o escritor, Roberto Lourenço. O livro é sua estreia como escritor. As 332 páginas que compõem a obra contam com ilustrações de mapas, selos, gravuras e fotos, como forma de contribuir com o resgate histórico e retratar as expedições. Tudo isso, auxilia para que o leitor conheça mais sobre o Estado no período colonial. “Estou muito contente porque o conteúdo ficou bem detalhado, mas foi escrito de forma bem didática. É uma leitura agradável para a pessoa realmente entrar na história, mas sem ser cansativo”, diz. A obra foi publicada pela Rastros, um dos selos da Design Editora. O prefácio é assinado pelo historiador e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, José Alberto Barbosa. Com o trabalho pronto e percebendo a significância e carga histórica, Lourenço decidiu inscrever o livro no edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura. A obra foi analisada pela comissão julgadora e contemplada com o Prêmio Catarinense de Literatura. Por isso, cerca de cem exemplares do livro deverão ser entregues ao Governo do Estado que, através da Secretaria de Cultura, repassará à bibliotecas e fundações culturais. O pré-lançamento está marcado para o dia 14, das 17 às 21 horas, no Restaurante Arweg. O livro será comercializado por R$ 50. A princípio, a compra pode ser feita no dia ou através da Editora, porém a ideia é também disponibilizar para a venda em livrarias da cidade. FATOS CURIOSOS Espanhóis passaram a pé por Guaramirim, Jaraguá e Corupá, a caminho dos Andes Aleixo Garcia foi um dos 11 sobreviventes do naufrágio de uma caravela espanhola, próximo a ponta sul da Ilha de Santa Catarina em 1516. É interessante saber que depois de cinco anos de convivência com os índios Carijós em nosso litoral, eles comentaram sobre o caminho do Peabiru, que levaria a um rei branco, que se vestia com ouro e prata e que vivia em altas montanhas, sempre cobertas de neve. Desta forma, Aleixo Garcia acompanhado de mais quatro espanhóis e de alguns indígenas, tomou o caminho do Peabiru, entrando em Barra Velha, no rio Itapocu, passando a pé por Guaramirim, Jaraguá e Corupá, caminhando mais de 2 mil quilômetros até alcançar o inicio da cordilheira dos Andes na atual Bolívia. Santa Catarina formalmente declarada território espanhol Outro fato interessante ressaltado no livro 1516 é a Ata de Posse da Ilha de Santa Catarina para a Espanha. A Ata foi lavrada em território catarinense pelo escrivão do “Governador Adiantado” Cabeza de Vaca em 18 de abril de 1542. Ou seja por muito pouco, poderíamos estar comemorando nas próximas semanas os 474 anos da fundação de Florianópolis e de Santa Catarina como território espanhol. 07.04 SERVIÇO O quê:  > Lançamento do livro “1516 - 500 anos da chegada dos espanhóis a Santa Catarina”, de Roberto Lourenço. Quando > Dia 14, das 17 às 21 horas. Onde > Restaurante Arweg, localizado na Avenida Prefeito Waldemar Grubba, 2633, Vila Lalau. Quanto > Entrada gratuita e livro estará à venda por R$ 50.