A redação de O Correio do Povo recebeu da assessoria de imprensa da empresa Oesa carta manifestando-se em relação ao envolvimento na operação Fugu da Polícia Federal em Jaraguá do Sul, deflagrada nesta terça-feira (16). Leia abaixo:
"A Oesa esclarece que atua como distribuidora de alimentos, entre eles pescados importados. Os produtos comercializados não são manipulados pela empresa, que já recebe os itens embalados de seus fornecedores e com as devidas certificações. Em relação à operação conduzida pela Polícia Federal, a Oesa informa que algumas amostras de pescados importados foram encaminhadas para análise. A empresa reforça ainda que não compactua com qualquer alteração nas especificações técnicas dos produtos, está colaborando com as investigações e já comunicou os fornecedores que tiveram amostras coletadas. Com mais de 28 anos de atuação no setor, a Oesa preza pela total qualidade dos produtos por ela distribuídos e reitera que atende a todos os padrões e protocolos de segurança aplicáveis na legislação."
SAIBA MAIS: – Polícia Federal realiza ação da Operação Fugu em Jaraguá do Sul O repórter William Fritzke foi até a empresa na tarde desta terça-feira averiguar os fatos para matéria exclusiva em vídeo, confira abaixo: