Nova lei pretende que público possa comparecer também no segundo dia de desfile | Foto Mauro Vaz/PMF/Divulgação

Nova lei pretende que público possa comparecer também no segundo dia de desfile | Foto Mauro Vaz/PMF/Divulgação

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (16), o projeto que proíbe a cobrança de ingresso para o desfile das Escolas de Samba campeãs, na Passarela Nego Quirido. A proposta é de autoria do vereador Thiago Silva (MDB).

O projeto tem caráter social, visando incluir a população com menor renda nos desfiles.

"Não estamos proibindo a venda de ingressos para todo o evento, somente possibilitando que aqueles que não têm condições, não percam essa grande festa que é o nosso Carnaval ", ressalta o vereador Thiago Silva.

A lei não se aplica ao setor de camarotes e que ofereçam serviços open bar e open food. A pessoa que comprar o ingresso em divergência com a lei, terá direito ao recebimento em dobro do valor pago.

O autor do projeto, vereador Thiago Silva, afirma que o 2º dia de desfile sempre foi gratuito e as arquibancadas eram lotadas.

"Há dois anos, quando começou a ser cobrado ingresso, elas ficaram vazias", destaca Thiago Silva.

Quer receber as notícias no WhatsApp?