A cantora Lady Gaga revelou, em entrevista à serie "The Me You Can’t See”, que foi estuprada quando tinha 19 anos e engravidou do estuprador, que na época era um produtor com quem ela trabalhava. Ela acabou sofrendo um aborto.

O programa, que estreia nesta sexta-feira (21) na Apple TV, é produzido por Oprah Winfrey e o Príncipe Harry e apresentado por Oprah. A proposta do programa é levantar discussões sobre saúde mental e bem-estar emocional, baseado em trajetórias e histórias de pessoas ao redor do mundo. A tradução livre do nome do programa é "O Eu que você não vê".

A cantora Lady Gaga foi uma das convidadas e acabou virando destaque no primeiro episódio, em que relevou que o produtor com quem trabalhava na época ameaçou queimar as músicas dela se ela não tirasse a roupa. Gaga ainda revelou que foi deixada grávida na esquina, porque estava vomitando e passando mal.

Alguns anos depois a cantora e compositora teve um surto psicótico e ficou em estado de paranoia total como resultado do trauma.

Enquanto fazia o relato, Gaga não conseguiu segurar as lágrimas e acabou chorando.

"Eu tinha 19 anos, estava trabalhando em um projeto e o produtor me disse: tire a roupa. Eu disse que não e saí, e eles me disseram que iriam queimar todas as minhas músicas. E eles não pararam. Eles não pararam de me questionar e eu simplesmente congelei e não lembro de mais nada," declarou a cantora.

A cantora diz que ainda sofre com as mesmas dores que sentiu no estupro.

"Já fiz inúmeras ressonâncias magnéticas e exames, e não encontraram nada. Mas o corpo lembra."

Depois de anos do caso, Lady Gaga não pensa em revelar o nome do estuprador.

"Entendo o movimento #metoo, entendo que algumas pessoas se sintam realmente confortáveis com isso, mas eu não. Eu não quero nunca mais encarar essa pessoa novamente."