Nesta terça-feira (19), a Secretaria da Saúde de Joinville confirmou a primeira morte causada pela dengue em 2022, no município.

A vítima era um homem de 65 anos que morava no bairro Comasa. O óbito foi registrado no início de abril e, assim que o caso foi notificado à Vigilância em Saúde, teve início a investigação epidemiológica.

 

 

Desde 1º de janeiro de 2022, 1,8 mil casos de dengue foram confirmados em Joinville. Desse total, mais de 30% foram identificados nas últimas três semanas.

Por meio do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), foi demonstrado que a maioria dos focos de dengue estão nas residências.

Conforme a Prefeitura, as ações de acompanhamento e monitoramento realizadas pelos servidores da Vigilância Ambiental já resultaram na eliminação de mais de 10 mil focos do mosquito.

Em 2021, Joinville registrou 16,4 mil casos de dengue e cinco óbitos.

Medidas de enfrentamento à dengue

A forma mais efetiva de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti é evitar água parada em locais como pneus, garrafas e demais recipientes. Medidas simples para a eliminação dos focos nas residências ajudam a garantir a segurança de toda a localidade.

A Prefeitura de Joinville, por meio da Vigilância Ambiental, realiza ações permanentes de combate à dengue focadas nas localidades com maiores índices da doença. Este ano, os bairros Costa e Silva, Iririú e Jardim Iririú registraram o maior número de casos.

Por meio do site da Prefeitura, a população pode acompanhar o painel de evolução da dengue em Joinville, bem como materiais informativos e educativos para fortalecer o combate ao mosquito.