A secretária-executiva de Assuntos Internacionais (SAI), Daniella Abreu, reuniu-se na terça-feira (29) com o cônsul-geral da Alemanha, Milan Simandl, para tratar da ampliação das múltiplas relações entre Santa Catarina e a Alemanha.

Na ocasião, a secretária e o cônsul-geral conversaram, entre outros assuntos, sobre a cooperação econômica entre o estado e a Alemanha, e também a respeito dos 200 anos do nascimento do biólogo e pesquisador alemão Fritz Müller, que serão comemorados em 2022.

“Santa Catarina tem grande colonização alemã e mantém a sua cultura sempre viva. É importante estreitarmos os laços com esse país, com o qual temos tantos negócios e história”, afirmou Daniella Abreu.

No estado, Milan Simandl reuniu-se ainda com os prefeitos de Florianópolis, Pomerode, Blumenau e Joinville, com os cônsules honorários, instituições culturais e empresas.

Na capital catarinense, visitou o Instituto Carl Hoepcke; foi ao museu e ao túmulo de Fritz Müller em Blumenau; esteve em Pomerode e, em Joinville, tratou de cooperação econômica.

“Tenho a satisfação em constatar que Santa Catarina tem grande interesse e potencial em ampliar e fortalecer as cooperações com a Alemanha na economia, ciência, cultura e preservação e ensino da língua alemã”, destacou o diplomata.

Relações bilaterais

O Consulado-Geral da Alemanha foi aberto em Porto Alegre em 1952 e tem a missão de fomentar e apoiar as diversificadas relações entre a Alemanha e o Sul do Brasil. Em Santa Catarina, conta com dois cônsules honorários, nas cidades de Blumenau e Joinville.

No ano de 2020, o comércio entre Santa Catarina e Alemanha atingiu R$ 4,71 bilhões. Muitas empresas atuam no Estado e a Alemanha está em quinto lugar como maior país exportador para Santa Catarina.