A comarca de Joinville já contabiliza 21 novas adoções de crianças e adolescentes nos primeiros seis meses de 2021. É quase uma adoção efetivada por semana na cidade mais populosa de Santa Catarina.

O que chama a atenção é que esse número é exatamente igual ao registrado durante todo o ano passado. Do total de 21 crianças e adolescentes adotados neste ano, 16 são meninas e cinco, meninos. Atualmente, existem 419 pessoas no cadastro de adoção de Joinville.

De acordo com o juiz Márcio Renê Rocha, titular da Vara da Infância e Juventude da comarca de Joinville, mesmo diante da pandemia as atividades da unidade continuaram em pleno funcionamento e dentro das normas de segurança sanitária.

"Contribuiu para isso o fato da Vara ser 100% digital, situação que facilita em muito a tramitação e o julgamento dos processos. Tivemos um ano atípico em 2020, mas em 2021 as adoções retomaram o fluxo normal e a dedicação de todos os envolvidos, como cartório, gabinete, setor psicossocial forense e instituições de acolhimento, foi primordial para que muitas crianças tivessem uma oportunidade e fossem encaminhadas a um novo lar", destaca o magistrado.

A assistente social da comarca, Júlia Cristina Vincenzi, comenta que o trabalho da equipe da Vara da Infância e Juventude segue no sentido de encaminhar as crianças a família substituta tão logo estejam juridicamente aptas à adoção.

O objetivo é garantir a brevidade do acolhimento institucional e viabilizar o direito à convivência familiar dessas crianças/adolescentes. "A pandemia tem gerado mais cuidados durante as aproximações entre adotante e adotando, mas não inviabilizou tais encaminhamentos", frisa.