Com seis mortes confirmadas causadas pelo vírus influenza, Joinville é a cidade catarinense com maior número de mortes pela gripe neste ano. O segundo município é Jaraguá do Sul, com cinco óbitos registrados.

No estado, 46 mortes por gripe foram registradas neste ano, de acordo com boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC).

Blumenau, Chapecó e Tubarão registraram três casos cada, enquanto Balneário Camboriú, Palhoça e São Bento do Sul registraram dois casos em cada. Outras 20 cidades catarinenses registraram uma morte em cada município.

Estado já registrou 373 casos

De acordo com o relatório da Dive, Santa Catarina já registrou 373 casos confirmados de gripe neste ano. Destes, 295 (79,1%) pelo vírus H1N1, 44 (11,8%) pelo vírus H3N2, 19 (5,1%) pelo vírus Influenza B e um caso (0,3%) encerrada por vínculo epidemiológico. Outros 14 casos ainda aguardando subtipagem.
Os municípios que apresentaram mais casos confirmados foram: Chapecó e Florianópolis, com 31 casos cada, Blumenau com 28 casos, Joinville com 25 casos, Balneário Camboriú com 16 casos e Tubarão com 14 casos.

Como se prevenir da gripe

  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, usar álcool em gel;
  • Limpar e desinfetar superfícies que podem estar contaminadas, como mesa e corrimão;
  • Manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas.

Os sintomas da gripe incluem febre alta, calafrios, tosse (que pode ser seca ou com expectoração), dor de cabeça ou de garganta, cansaço, dor muscular e coriza. Se sentir os sintomas da doença, procure um serviço de saúde.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger