Em um intervalo de apenas seis dias, o joinvilense Herlon Santiago Lino viu sua vida virar de cabeça para baixo. No dia 18 de maio, ele perdeu a mãe para a Covid-19, e no dia 24, a esposa também foi vitimada pela doença.

Além de enfrentar o luto, Lino tem que pensar em como sustentar sozinho os quatro filhos - dois adolescentes, de 17 e 15 anos, uma menina de 7 anos e um recém-nascido de 23 dias.

Ele conta que a esposa, Isamara Lino, de 37 anos, foi internada quando estava grávida do caçula, Joaquim. Com o agravamento do quadro dela, os médicos tiveram de fazer o parto às pressas.

Joinvilense perdeu a esposa e a mãe para a Covid-19 | Foto: Arquivo Pessoal

No entanto, poucos dias após o nascimento do filho, Isamara não resistiu às complicações da doença e acabou falecendo.

"Para os dois [filhos] maiores, está sendo bem difícil, porque eles já entendem bem a situação. A Isamara foi a melhor mãe que eu já conheci e sempre os apoiou. Para a menina de 7 anos, é um pouquinho mais fácil, porque ela não entende direito. Às vezes pergunta alguma coisa", disse Lino.

Agora o auxiliar de limpeza , que vive em uma casa alugada, tenta recomeçar a vida e garantir o sustento dos filhos. Para ajudá-los, é possível entrar em contato pelos números (47) 9 9630-0126 ou (47) 9 9692-0655.