O desejo de proteger o meio ambiente e viajar pelo mundo levou o jaraguaense Jeferson França, 30 anos, a participar do projeto "Voz dos Oceanos", juntamente da família Schurmann, que vai dar a volta em vários continentes em um barco veleiro.

Esta será a quarta expedição em barco veleiro da família Schurmann, mas a primeira em toda a vida de Jeferson, que é um dos tripulantes e vai documentar toda a viagem ecológica por cerca de dois anos.

Tudo aconteceu de uma forma muito rápida para Jeferson, ele conta que no dia 12 de agosto uma amiga de Balneário Camboriú mostrou o projeto e o convenceu de fazer a inscrição. Ele aceitou, enviou todos os documentos e vídeos que tinha, mas de forma despretensiosa. "Fiz e joguei para o universo", disse.

Então na última quinta-feira (26) ele recebeu uma ligação e disseram que ele estava entre os três finalistas, conversaram um pouco, pediram que contasse sobre sua vida, conheceu um pouco da tripulação e bastava esperar a confirmação. No fim da tarde do mesmo dia, ele recebeu a tão sonhada ligação.

"Ela ligou por chamada de vídeo e disse 'bora?', eu falei 'bora, não sei pra onde, mas vamos' fiquei emocionado, super feliz", conta Jeferson.

Jeferson zarpou às 15h do domingo (29) de Balneário Camboriú com a família Schurmann e o restante da tripulação. A viagem pelo mundo tem a finalidade de conscientizar a população mundial a respeito do lixo nos oceanos, especialmente os plásticos.

Responsável pelas redes sociais do projeto, Jeferson sempre que possível publica sobre o projeto em seu perfil pessoal do Instagram e no perfil do Voz dos Oceanos.

Histórico de amor pela natureza

Jeferson conta que já havia viajado de bicicleta ou fazendo 'mochilão', mas esta é a primeira vez que participa de uma viagem de barco como esta e com tanta visibilidade. Independente do tipo de viagem, em todas elas ele sempre fez trabalhos em prol da preservação do meio ambiente.

"Durante as viagens eu e meu namorado criamos um projeto chamado Rabisco Trips, onde fazíamos cadernos artesanais sem uso de plástico, utilizávamos papel reciclável para as folhas e a capa personalizada", conta.

Foto: Reprodução/Jeferson França.

Participar de um projeto como este significa muito para ele, que sempre se preocupou com a natureza, matas, florestas e oceanos.

"Sempre foi tudo com o que eu acredito e trabalhar com isso, ter esse propósito e poder passar tudo isso às pessoas me deixa muito feliz", conclui Jeferson, orgulhoso.

Expedição passará por 60 locais estratégicos

Na sequência, a expedição se dirigirá para o Caribe, costa atlântica dos Estados Unidos, arquipélago das Bermudas, voltando para o Caribe, México, cruzando o canal do
Panamá, navegando até Galápagos, seguindo pelo Oceano Pacífico Sul até a Polinésia e terminando na Nova Zelândia.

Com uma tripulação a bordo do veleiro Kat de oito membros, a Voz dos Oceanos passará por 60 locais estratégicos no planeta, incluindo pontos dos mares onde os mais variados itens de plástico se acumulam, vindos de diferentes partes do mundo por meio das correntes marítimas.

A expedição iniciou em Balneário Camboriú, Santa Catarina, e já chegou em Santos (SP), agora tem outros dez destinos no mar territorial brasileiro: Ilhabela (SP), Ubatuba (SP), Paraty (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Búzios (RJ), Vitória (ES), Abrolhos (BA), Salvador (BA), Recife (PE) e Fernando de Noronha (PE), que vai acontecer entre setembro e novembro deste ano.

Mesmo estando apenas no início da viagem, Jeferson e toda a tripulação já puderam presenciar uma bela vista do nascer e do por do sol que foi filmado em meio ao mar.

 

Na sequência, a expedição se dirigirá para o Caribe, costa atlântica dos Estados Unidos, arquipélago das Bermudas, voltando para o Caribe, México, cruzando o canal do
Panamá, navegando até Galápagos, seguindo pelo Oceano Pacífico Sul até a Polinésia e terminando na Nova Zelândia.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp