No próximo dia 30 de novembro, às 9h, Jaraguá do Sul terá uma caminhada em alusão ao Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, às 9h.

O momento terá partida na avenida Marechal Deodoro da Fonseca, perto da praça Ângelo Piazera. A manifestação tem por objetivo homenagear as 51 vítimas de feminicídio de Santa Catarina.

O número é relativo a este ano, desde janeiro até o dia 15 de novembro. Mais de 600 mulheres já confirmaram presença na caminhada. Uma campanha publicitária da Prefeitura de Jaraguá do Sul alerta as mulheres para que “não deixe o conto de fadas virar caso de polícia”.

A secretária de Assistência Social, Maria Santin Camello, adianta que as vítimas serão homenageadas simbolicamente com um sapato de madeira - feito pelos idosos da oficina de marcenaria do Centro de Convivência – com as iniciais do nome, idade e cidade onde moravam.

Serão 51 sapatos e 51 flores que perfumarão a Praça Ângelo Piazera. Após o evento, os sapatos ficarão expostos no Creas de atendimento à mulher, no bairro Nova Brasília.

Neste ano, a livre demanda do Creas Nova Brasília atendeu, de janeiro até o momento, 35 mulheres vítimas de algum tipo de violência.

Mulheres vítimas de violência podem e devem procurar o Creas do bairro Nova Brasília, que fica na Rua José Emmendoerfer, 328, telefone 3371-8445, e-mail id9573@jaraguadosul.sc.gov.br.

O local conta com profissionais especializados, incluindo psicólogo e assistente social, preparados para esse tipo de atendimento. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger