Por Natália Trentini Jaraguá do Sul e Schroeder irão receber dois Centros de Referência em Assistência Social (CRAS). A construção da estrutura faz parte de um edital do Governo do Estado lançado na última semana, que prevê a liberação de R$ 10 milhões para investimento em 20 cidades catarinenses. Em Jaraguá do Sul, o prédio padrão com mais de 170 metros quadrados será construído na Ilha da Figueira. De acordo com a secretária de Assistência Social, Maria Santin Camello, o Cras do bairro funciona em um prédio alugado. Atualmente, o município conta com seis centros de referência, apenas quatro com estrutura própria. Conforme a diretora de Assistência Social da Prefeitura de Schroeder, Daiane Azevedo Wolf, o município tem o Cras em um espaço compartilhado e agora terá um local exclusivo para os atendimentos. O secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin, destacou em nota que a principal atividade de um Cras é prevenir ocorrências de situações de vulnerabilidade e riscos sociais. “Com estas obras físicas, fica a certeza da chegada do trabalho social em cada cidade”, pontua. O valor estimado para cada estrutura é de R$ 490 mil. Serão 171 m² de área construída. O prazo de execução é de seis meses a partir da assinatura da ordem de serviço, prevista para final de julho. A abertura dos envelopes para habilitação das empresas para licitação acontece no dia 18 de julho. Também receberão as obras na primeira licitação os municípios de Agrolândia, Alto Bela Vista, Apiúna, Dona Emma, Erval Velho, Imaruí, Maracajá, Pomerode, Presidente Nereu, Rio do Oeste, Rio Rufino, Rodeio, São Ludgero, Serra Alta, Sombrio, Timbó, Vargeão e Vidal Ramos.