Jaraguá do Sul tem se mostrado uma cidade de futuro, não apenas no sentido de sua crescente potência econômica, sua expansão acelerada e sua influência na política estadual. Em seus 146 anos, Jaraguá demonstra ser uma cidade com foco na formação de seus alunos e seus trabalhadores, como demonstrado por iniciativas recentes, que se somam a esforços já de longa data.

Com olhar atento às gerações futuras e na formação profissional, Jaraguá do Sul tem investido com cada vez mais força na educação, seja nos níveis básicos ou na formação profissional, na forma tanto de iniciativas já comprovadas de sucesso - como o Centro WEG, mantido pela WEG, ou as parcerias entre a Escola S do Senai com empresas e órgãos públicos da região - quer em novas empreitadas para a melhoria da educação regional.

Em abril o Senai firmou um contrato com o Novale Hub – Centro de Inovação Jaraguá do Sul, para a realização de um curso de programação de computadores, design e empreendedorismo, voltado para alunos do ensino médio da região do Vale do Itapocu. Ainda a ser formatada, a formação terá 50% das vagas destinadas a jovens em vulnerabilidade social.

Este é apenas um dos exemplos de ações neste sentido e que transformam, no longo prazo, o futuro da cidade. Os investimentos vão, no entanto, além de meros projetos de capacitação e fomento. A inclusão e o envolvimento com o cenário cultural mais amplo são parte essencial do esforço de Jaraguá do Sul para aprimorar a educação.

Buscando a acessibilidade e a segurança dos alunos, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) adquiriu em junho um total de 50 cadeiras de rodas, para uso em caso de acidentes ou necessidade de deslocamento nas unidades de ensino.

Divulgação

O esforço para lidar com emergências nas escolas tem contado também com envolvimento dos bombeiros. Desde março deste ano, os Bombeiros Voluntários estão nas unidades escolares treinando profissionais e alunos num plano de ação em caso de incêndio. Em agosto haverá capacitação em primeiros socorros para os profissionais da rede.

Foto: Eduardo Montecino

Biblioteca em Casa

Outra iniciativa Secretaria Municipal de Educação visa incentivar a leitura. Os alunos da rede pública municipal de Jaraguá do Sul terão sua própria biblioteca em casa. O órgão adquiriu cerca de 30 mil novos exemplares para as escolas neste ano.

Os livros vão desde clássicos da literatura, passando por temas de educação financeira e empreendedorismo, à história e geografia, que também serão trabalhados em sala de aula com os professores. O investimento de R$ 2,3 milhões objetiva incentivar a leitura e a educação financeira dos estudantes e intensificar a prática da leitura e escrita desenvolvida pelas escolas.

Divulgação

Os exemplares serão utilizados em pelo menos quatro projetos de leitura: Minhas leituras, minhas memórias; Professor Leitor – para professores de educação infantil; Aquisição de livros de História e Geografia (regionais de Santa Catarina) – para os alunos do 4º ano; e Educação Financeira e Empreendedorismo – alunos do 1º ao 5º ano (aquisição de livros) e do 6º ao 9º ano (aquisição de materiais sobre empreendedorismo).

Transformando ideias em produtos

Estabelecer uma ponte entre a educação e o mercado é o objetivo de uma outra iniciativa, em que estudantes e colaboradores do Senai de Jaraguá do Sul têm a oportunidade para empreender, transformando em negócios propostas de soluções voltadas para o segmento industrial ou que possam contribuir para o desenvolvimento da economia local.

A iniciativa, que é resultado da parceria entre a instituição e a Cocreation Lab, maior rede de pré-incubação do Brasil, abriu inscrições em julho para qualquer estudante ou colaborador que tenha uma solução voltada para o segmento industrial, ou que possa contribuir para o desenvolvimento da economia local.

Os inscritos passam por um processo para a escolha de 15 ideias em cada polo. Os selecionados recebem gratuitamente cinco meses de mentorias, palestras, workshops e terão ainda muito networking.

Outra iniciativa com propósito similar começou em maio, no Centro de Inovação Novale Hub. Além das empresas que já atuam no espaço, agora também os alunos e alunas da rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul vão circular pelo espaço, que receberá as aulas de contraturno de robótica.

De segunda à sexta-feira, o mezanino do prédio no bairro Três Rios do Sul receberá estudantes que irão aprender mais sobre o mundo da robótica e da programação. Cerca de 600 alunos deverão ser atendidos pela proposta. Para o CEO do Novale Hub, Nelson Netto, esse é um importante movimento na garantia dos processos de inovação.

“Seja aqui dentro (do Centro de Inovação) ou espalhadas pela região, diversas empresas estão trabalhando nessa área de tecnologia digital, construindo uma nova matriz econômica. A ativação da frente Novale Edu reforça o compromisso de conexão com a comunidade, buscando reforçar a formação de futuros profissionais e garantir o desenvolvimento regional”, afirmou.