Enquanto na Serra Catarinense houve registro de neve na madrugada desta terça-feira (10), há previsão de alagamentos no Litoral Catarinense até quinta-feira (12). Só que as condições climáticas para cada um dos episódios são distintas.

A influência da atração da Lua Nova que chega em seu ápice nesta terça-feira (10), o vento no quadrante sul e as ondas altas agem ao mesmo tempo sobre o nível da maré. A junção dos fenômenos pode provocar os alagamentos no Litoral a partir desta terça.

A Epagri/Ciram recomenda atenção para os horários da tabela de maré (abaixo) e locais próximos a desembocaduras de rios, em especial para Rodovia Diomício Freitas, que dá acesso ao Aeroporto de Florianópolis; a área da Passarela Nego Quirido, no Centro; as praias do Sul da Ilha; a Avenida Atlântica de Balneário Camboriú, além de Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí e Joinville.

Imagem: Reprodução Epagri/Ciram

O oceanógrafo da Epagri/Ciram, Carlos Eduardo Salles de Araújo, explica que a influência astronômica (dos atros Sol e Lua) é menor na região Sul, embora contribua para a amplitude das ondas em períodos de Lua Nova e Lua Cheia. O Litoral de Santa Catarina sofre muito mais influência da maré meteorológica, provocada pela pressão atmosférica e ação do vento sobre a superfície das águas.

Acontece que o vento no quadrante sul provoca empilhamento das água na costa. Conforme o especialista, se esse vento permanece por mais de um dia, pode fazer subir ainda mais o nível da maré.

"Com os três fatores atuando de forma conjunta a expectativa é de que vai acontecer inundação na área costeira", completou Araújo.

Saiba mais sobre a maré astronômica

Quando a Lua está na fase Cheia ou Nova (alinhadas com o Sol), a amplitude tanto da maré alta quanto da baixa é maior. Quando essa amplitude é maior a maré é chamada de sizígia.

Quando a Lua está na fase Crescente ou Minguante (em lados opostos ao Sol), essa amplitude seja da maré alta ou baixa é menor. Quando esse fenômeno ocorre, a maré é chamada de quadratura ou morta.

Confira imagens do mar agitado em Florianópolis

Neve na Serra

Mas a semana não começou só com o alerta para risco de alamento. Como havia alertado a previsão, uma massa de ar polar típica de inverno avançou sobre a região Sul do País, provocou queda nas temperaturas e favoreceu para condição de neve na região Serrana.

De acordo com a Epagri/Ciram, o registro ocorreu entre a madrugada e o amanhecer desta terça-feira em municípios do Planalto Sul como Urupema, Urubici, Bom Jardim da Serra e São Joaquim. Nesse período, os termômetros marcaram temperatura próxima de 0°C.

 

Neve na serra Catarinense | Foto São Joaquim Online/Divulgação

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?