A cidade de Criciúma comemora a liderança nacional em qualidade na saúde. O reconhecimento foi feito pelo Ranking de Competitividade e Sustentabilidade dos Municípios, divulgado na última semana pelo Centro de Liderança Pública (CLP)

 

Na avaliação, Criciúma subiu 16 posições em comparação com a avaliação anterior – divulgada ano passado –, consolidando-se número um do Brasil no indicador “Qualidade em Saúde”, com nota 90,76 de 100. O indicador é subdividido em cinco itens: obesidade na infância; desnutrição na infância; mortalidade na infância; mortalidade por causas evitáveis e mortalidade materna.

 

Durante um evento realizado na tarde desta quinta-feira, dia 23, no Paço Municipal Marcos Rovaris, em Criciúma, diversas instituições de saúde foram homenageadas pela administração municipal, uma delas foi o Instituto Maria Schmitt, o Imas. A homenagem se deu devido a eficiência na gestão das UPAs e os excelentes serviços prestados à população.

 

O secretário de saúde de Criciúma, Arleu da Silveira, ressaltou a importância das UPAs na cidade.

 

“Nos últimos dois meses 8.907 crianças foram atendidas nas Unidades de Pronto Atendimento, se não fosse por elas, o Hospital São José e o Materno Infantil estariam lotados de pessoas precisando de atendimento, e o mais importante, esses números ajudam e muito a diminuir a mortalidade infantil no município de Criciúma”.

O Prefeito Clésio Salvaro esteve presente no evento, em sua fala, ele disse que um dos principais desejos da gestão é a humanização nos atendimentos na área da saúde.

 

“A população muitas vezes não sabe qual o momento certo de procurar uma UPA e qual o momento de procurar um hospital, cabe a nós informá-los sobre os atendimentos de média e alta complexidade”.

 

Segundo o prefeito, um bom atendimento faz toda a diferença.

 

“O cuidado que a nossa equipe tem, desde a gestante, até depois que a criança nasce, contribui para a qualidade de vida daquela família. Eu tenho certeza que com o trabalho que estamos fazendo e com o trabalho que ainda vamos fazer, o índice de mortalidade infantil de Criciúma vão ser melhores do que os países da União Européia”.

O Diretor Executivo do IMAS, Dr. Robson Schmitt, relata que é motivo de orgulho para o instituto o reconhecimento da administração municipal e da população.

 

“É uma satisfação e motivo de muito orgulho para nós, saber que o modelo de gestão IMAS que preza pelo atendimento humanizado nas unidades, tem impactado positivamente e significativamente na vida das pessoas, fazendo com que os índices de mortalidade tenham diminuído. Tornando assim, a cidade destaque nacional na Qualidade da Saúde, conforme o Ranking de Competitividade e Sustentabilidade dos Municípios, divulgado pelo Centro de Liderança Pública (CLP)”.