Para mais um paciente do Hospital São José, de Criciúma, a vida ganhou um novo sentido desde a última semana.

Ele foi a terceira pessoa a realizar um transplante renal desde o credenciamento da entidade em 2019.

O paciente de 41 anos aguardava pelo transplante desde o dia 15 de janeiro de 2020 e desde setembro de 2019 realizava as sessões de hemodiálise.

“A cirurgia durou cerca de três horas e contamos com a colaboração dos médicos Dr. Valter Duro Garcia (nefrologista) e Dr. Fabian Pires (urologista), membros da equipe de transplante da Santa Casa de Porto Alegre e dos especialistas em urologia do HSJosé Dr. André Rodrigues da Silva e Dr. Conrado Menegola. Além dos nefrofrologistas da entidade, Dra. Cassiana Mazon Fraga e Dr. Bruno Fontes. O paciente está bem clinicamente, já recebeu alta da UTI e a expectativa é de que possa ir para a casa nos próximos dias”, explica a médica nefrologista Dra. Thatyana Wendhausen (CRM 15621 | RQE 12521).

De acordo com a médica, a partir de agora o paciente precisa seguir as recomendações dos nefrologistas, comparecer as consultas de rotina, aderir firmemente ao uso das medicações imunossupressoras e manter o isolamento social e higiene rigorosa para o sucesso do procedimento.

Saiba mais

O HSJosé é credenciado pela Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina e pelo Sistema Nacional de Transplante para atuar na área, assim como todos os médicos que participam dos procedimentos de Transplantes.

O transplante renal é considerado uma técnica de alta complexidade, por isso também a necessidade do envolvimento de uma equipe multiprofissional, pois o paciente transplantado, após a realização do procedimento precisa ter o atendimento desta equipe composta por médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeuta e etc.

Somente após o tempo necessário de avaliação e exames complementares, o paciente poderá receber alta.