O Hospital São José de Criciúma inaugurou na manhã desta sexta-feira, dia 1º, o terceiro acelerador linear da instituição. O equipamento de alta tecnologia, conta também com o diferencial dos braços robóticos que irão auxiliar no cuidado dos pacientes que estão em tratamento contra o câncer na região Sul do estado.

“Este é um momento muito importante para nós, como instituição. Sem a ajuda dos doadores, sejam eles empresas ou pessoas físicas, não teríamos conseguido trazer este equipamento tão importante para os nossos pacientes. É pela doação dessas empresas e pessoas que podemos continuar garantindo vida a quem precisa da instituição. Em 2010, tínhamos 1.216 pacientes em tratamento radioterápico. Em 2021, este número aumentou para 3.664 pessoas. E este era um equipamento essencial para darmos suporte a todos que tanto necessitam”, agradece a diretora geral do Hospital São José, Irmã Isolene Lofi.

Ao todo, 121 empresas e pessoas físicas auxiliaram na aquisição do novo acelerador linear e dos braços robóticos.

“É um orgulho muito grande para todos nós estarmos presentes nesta inauguração. Aqui podemos ver de perto a concretização dos esforços de todos os doadores, do corpo clínico, da direção e de todos os colaboradores do hospital”, enaltece o gerente de responsabilidade social da Portonave, uma das empresas doadoras, Rodrigo Gomes.

Referência em tratamento oncológico

O HSJosé de Criciúma, há mais de 20 anos é referência no tratamento oncológico, dispondo de equipamentos com alta tecnologia para auxiliar no processo de cura do câncer.

“Este novo acelerador linear, com o diferencial de ter os braços robóticos, irá fazer uma grande diferença na vida das pessoas. É o único em Santa Catarina com esta tecnologia que irá atender pacientes do SUS. Por exemplo, para tratar um câncer de próstata, seria necessário uma média de 30 sessões de radioterapia, este novo equipamento vai permitir que se faça em cinco sessões apenas. Isso significa mais qualidade de vida ao paciente que visita menos o hospital e, consequentemente, tem menos efeitos colaterais do tratamento”, aponta o médico radioterapeuta, responsável pelo serviço de radioterapia do HSJosé, Dr. Felipe Kuhen.

O primeiro acelerador linear instalado no HSJosé foi em 1999. Desde então, o aparelho funciona no atendimento e tratamento das pessoas. Em 2015, um segundo acelerador linear com novos recursos e de alta tecnologia chegou ao hospital para acabar com a fila de espera e realizar novos procedimentos na área oncológica, como radioterapia de intensidade modulada e radiocirurgia.

Em novembro de 2021 foi adquirido o novo acelerador, um dos mais modernos do Brasil na atualidade, com tecnologia americana. O equipamento possui mesa 6D, onde é possível um posicionamento mais preciso do paciente no momento da irradiação.

Outra diferença do aparelho é a presença de braços robóticos para aquisição de imagens de tomografia (Conebeam CT), segundos antes da aplicação, permitindo a localização exata do tumor no momento da aplicação da irradiação. Além disso, conta também com um sistema por infravermelho que consegue sincronizar a irradiação de acordo com cada fase da respiração, sendo importante no tratamento de tumores de pulmão.

O novo equipamento estará disponível para o tratamento de pacientes a partir da próxima segunda-feira, dia 4.

“Para Criciúma e região esta é uma grande conquista. O Hospital São José é um grande parceiro e referência em todo o Brasil”, aponta o secretário de saúde de Criciúma, Arleu da Silveira.

A aquisição do novo acelerador linear do HSJosé, com os braços robóticos foi garantido por meio das doações ao Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON) e o Fundo Municipal do Idoso.