Hospital Jaraguá celebra 52 anos com cerimônia para pacientes e funcionários

Cotidiano

Por: Natália Trentini

quarta-feira, 05:30 - 28/02/2018

Natália Trentini
O Hospital e Maternidade Jaraguá completou nesta terça-feira 52 anos de história. A data foi celebrada internamente com atividades que mobilizaram pacientes e funcionários. Em texto divulgado à imprensa, o diretor do HMJ, Sérgio Luis Alves, apontou que apesar das dificuldades financeiras enfrentadas nos últimos anos, a entidade conseguiu se manter com o apoio da comunidade. Como desafio para os próximos anos, Alves destacou que a unidade visualiza avanços no setor de cardiologia. Um plano diretor também está sendo elaborado para definir investimentos e prioridades. Hoje, o hospital tem 580 funcionários, 230 médicos no corpo clínico, 145 leitos ativos (sendo que a capacidade é de até 210 leitos), realiza cerca de mil internações e 17 mil atendimentos ao mês. Quer receber as reportagens do OCP Online no WhatsApp? Basta clicar aqui  
Nova turma de médicos residentes
 
O Hospital e Maternidade Jaraguá recebeu nesta semana uma nova turma de médicos residentes que atuarão na unidade. Seis profissionais chegaram ao hospital para buscar especialização nas áreas de ginecologia e obstetrícia e pediatria. Os médicos são dos Estados de Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais.“São dois residentes para pediatria e quatro para ginecologia e obstetrícia. Para a instituição, significa uma melhora no atendimento. Na medida em que os nossos médicos se envolvem na residência, eles também se tornam profissionais com mais conhecimento técnico”, destaca o coordenador do programa, doutor Guilherme Sapia. 
Médicos se preparam para iniciar trabalho como residentes no HMJ | Foto Entrelinhas/Divulgação/OCP
 
O ciclo dura três anos e os profissionais contarão com aulas teóricas e práticas. Entre eles, o clima é de expectativa. “Estudei sobre as instituições catarinenses. E vi que a residência de Jaraguá contava com uma estrutura boa e com qualidade física. Pretendo me especializar e, depois, passar a atuar aqui no Estado”, revela a médica residente Francelli Sperandio Gravina, 26 anos, de Minas Gerais.
 
A residência médica em Jaraguá do Sul iniciou em 2015 e foi aprovada pela Comissão Nacional de Residência Médica e pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). A iniciativa trouxe para a região a oportunidade de fomentar a formação de novos médicos especialistas, que reforçam o cenário de saúde nacional na assistência básica e especializada.
*Com informações da assessoria de imprensa
×