O Hospital Moinhos de Vento, o maior da rede privada de Porto Alegre, precisou contratar contêineres refrigerados para armazenar os corpos de vítimas da Covid-19.

O hospital está com mais de 100% de ocupação dos leitos de terapia intensiva.

Pessoas com menos de 60 anos de idade correspondem a 35% dos pacientes internados, e se torna um alerta para que a população mais jovem redobre os cuidados e evite aglomerações.

A ação foi necessária por conta dos altos números de internações e agravamentos dos casos, ocasionando em mais mortes.

O contêiner será utilizado caso haja real necessidade, visto que por conta da superlotação, as funerárias atrasam a retirada dos corpos.

Até o momento em Porto Alegre, foram registrados 107.045 casos de Covid-19 e 2.418 óbitos.

Mesma ação tomada em Itajaí

Em julho de 2020, o município de Itajaí precisou alugar um contêiner refrigerado para armazenar as vítimas com intenção de evitar a superlotação dos necrotérios da cidade.

Com informações de assessoria de imprensa.