O Hospital Florianópolis já registra 2,2 ml atendimentos no  setor de emergência em apenas duas semanas sob a administração do Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas). Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde. A entidade assumiu a administração em cárater emergencial por 180 dias. De acordo com o vice-presidente do Ideas, médico Julhiano Capeletti, nestes 15 dias também foram retomadas as cirurgias eletivas que haviam sido interrompidas pela administração anterior desde o início de evereiro. “Hoje essas cirurgias estão sendo realizadas normalmente. Também ampliamos os horários das consultas no ambulatório e passamos a oferecer alguns serviços como de fonoaudiologia aos pacientes internados e fisioterapia para atendimento em emergência”, afirmou. O Hospital Florianópolis, localizado no bairro Estreito, é uma referência para 22 municípios da Grande Florianópolis, e atende uma população de 1,2 milhão de pessoas. A emergência tem atendimento em clínica médica, pediatria, cirurgia e ortopedia. Na parte ambulatorial são oferecidos serviços nas áreas de algologia (área da medicina especializada no estudo e tratamento da dor), fisioterapia, anestesia, clínica médica, cirurgia geral e vascular, neurologia, ortopedia e pequenos procedimentos. O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, destacou a importância da retomada dos serviços do hospital que oferece atendimento 100% SUS e abrange uma população de nove municípios: Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Governador Celso Ramos, Antônio Carlos, Águas Mornas e São Pedro de Alcântara. “O HF é referência para a população desses municípios e é muito bom ver que a instituição retomou os atendimentos com qualidade e rapidez”, comentou Casagrande.