Nesta semana, o Hospital de Gaspar recebeu uma nova torre de videolaparoscopia, que proporcionará cirurgias mais precisas em especialidades como urologia, ginecologia, ortopedia e otorrinolaringologia. Por utilizar técnicas minimamente invasivas, o equipamento eleva a segurança do procedimento e reduz as dores do pós-operatório, os riscos estéticos e o período de internação hospitalar.

A partir de agora, a expectativa é que o número de cirurgias realizadas no hospital seja ampliado, tendo em vista que haverá maior rotatividade dos leitos. Em procedimentos convencionais, o tempo médio de internação do paciente é de 4 a 6 dias. Com a aquisição da torre, a permanência cai para aproximadamente 24h. Também espera-se a diminuição dos insumos utilizados, gerando economia de recursos.

Foto Divulgação/Prefeitura de Gaspar

A torre é constituída por um conjunto de equipamentos que permitem a visualização de órgãos ou cavidades corporais por meio de uma câmera de vídeo acoplada. Para a aquisição do aparelho, foi feito um investimento público de R$ 310 mil.

Atendimentos em 2019

O número de atendimentos do Hospital de Gaspar tem aumentado significativamente nos últimos meses. Dados mostram que, em média, 200 pacientes são assistidos por dia no local, dos quais 96% utilizam o SUS. Nos seis primeiros meses do ano, 37 mil pessoas passaram pela unidade. Além disso, mensalmente, o hospital realiza 410 internações, 175 cirurgias e 67 partos.

Quer receber as notícias no WhatsApp?