Com uma trajetória marcada pela entrega social e a transformação de vidas, o curso de Farmácia da Unesc completa 20 anos em 2020. Sua criação foi motivada por este olhar comunitário que tem a instituição. O objetivo era atender as demandas regionais, e contribuir para a qualidade de vida local por meio de profissionais capacitados e atuantes de forma humana.

A concretização desse e de muitos outros objetivos foi celebrada nesta semana, na Semana Acadêmica do Curso de Farmácia, com edição especial comemorativa pela passagem do aniversário de 20 anos. Na noite desta sexta-feira (25/9) uma cerimônia virtual encerrou a programação da Semana e marcou as festividades pelas duas décadas de história.

O evento foi transmitido pela Unesc TV no YouTube (https://www.youtube.com/watch?v=tZ7HaZyu-5c) e contou com a presença de autoridades da Instituição, assim como personagens que marcaram a história e a consolidação do curso. Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o momento de celebração é uma forma de honrar o trabalho construído a tantas mãos e que ao longo de todo esse tempo vem se refletindo na formação de mais de 800 excelentes profissionais dispostos a fazer a diferença no cenário em que atuam.

"Há 20 anos vivenciávamos a virada do milênio, o advento de novas perspectivas e com elas as novas possibilidades formativas para a nossa Unesc. A Década de 2000 trouxe os cursos da área da saúde, demarcando um momento histórico desta Instituição, dentre eles o de Farmácia, que nos é tão importante e nos abriu tantas portas", pontuou

A celebração desta noite, para Luciane, marca uma trajetória cheia de significados que vão muito além das salas de aula. "Ao comemorar essas duas décadas também comemoramos as superações, os desafios, as conquistas e as vitórias da educação superior em um país em que precisa melhorar e olhar mais ampliadamente para as iniciativas transformadoras como as que ocorrem nas nossas universidades genuinamente comunitárias", avaliou ainda.

História construída em conjunto

Professora desde 2002 a coordenadora do curso, Juliana Lora, lembra das transformações ao longo do tempo, dos momentos marcantes e das mais de 880 histórias que por ali passaram como estudantes. "O curso originalmente foi oferecido com três anos e meio para a formação em farmácia e um ano e meio para a formação em indústria, mas antes da conclusão da primeira turma, o MEC (Ministério da Educação) alterou a matriz curricular dos cursos em nível nacional para a formação generalista, onde os cursos deveriam ser organizados em cinco anos de integralização, abordando as três grandes áreas de atuação além do medicamento", contou.

Foi necessário um ano de empenho para a implantação da matriz, e depois de um exaustivo trabalho em equipe o desafio de contemplar análises clínicas, alimentos e indústria à formação foi superado. "No início foi difícil pois haviam incertezas. O que percebemos com o passar do tempo é que os novos profissionais formados pela matriz generalista passaram a ocupar mais espaços no mercado de trabalho com um serviço qualificado, pois os conteúdos se somam na formação acadêmica.

Até 2020 foram 33 turmas formadas, com saberes científicos e habilidades para atuar na promoção e aplicação de políticas de saúde, avanço da ciência e tecnologia e em equipes multidisciplinares em todos os níveis de atenção à saúde.

Foi este universo de oportunidades que a egressa e hoje professora pesquisadora do curso, Marilia Schutz, encontrou ao entrar na graduação. Vinda de Três Cachoeiras, no primeiro semestre de 2008, logo se apaixonou. "Quando ingressei vivi uma das melhores épocas da vida. Conheci um mundo que até então não conhecia, que me encantou cada detalhe". Ela foi bolsista, participou de projetos de extensão e encontrou o mundo da pesquisa. Entre estudos e atividades extracurriculares viveu grandes momentos e conheceu pessoas que vai levar para a vida. "Tínhamos um grupo muito unido e professores próximos da gente", contou.

Com a formatura se aproximando, Marilia foi entendendo que queria continuar na Unesc. Quando o fim do segundo semestre de 2013 chegou, o último na Universidade, tomou a decisão de continuar por aqui. "Quando me formei eu estava triste. Queria ficar em Criciúma e perto da Unesc. Fui trabalhar, fiquei seis meses fora e sentia muita falta da Universidade. Não demorou para procurar o mestrado e voltar para esse lugar. O curso de farmácia é meu segundo lar. Estou envolvida em várias frentes na graduação, nas clínicas Integradas, na pesquisa e em outras diversas áreas", explicou.

Hoje a professora está no doutorado, e entre a vida pessoal e profissional encontra tempo para contribuir ainda mais. Ela está atuando junto a coordenação para uma nova fórmula do curso. Ao olhar para trás, ela comemora os 12 anos de desafios, conquistas, amizades, emoções e todos os ingredientes que tornam a Universidade um lugar único.

A história da Marília é especial, e compartilhada por tantos outros que estiveram no curso de Farmácia da Unesc nestes 20 anos. Desde a formatura da primeira turma, em 2003, a inovação e a humanidade são presenças constantes na matriz curricular.

Este algo a mais fica explícito também nas ações do curso. No dia 31 de agosto de 2006 a Farmácia Solidária foi concretizada na Universidade, uma iniciativa que desde seu lançamento já arrecadou mais de R$ 10,5 milhões em medicamentos, doou R$ 8 milhões, realizou 90 mil atendimentos e encaminhou para o descarte correto cerca de 8 toneladas de remédios.

Para ir além, em 15 de setembro de 2009 a Farmácia Escola foi aberta. Em atuação similar a Farmácia Solidária, o local disponibiliza atendimentos aos pacientes com processo administrativo vigente no CEAF (Componente Especializado de Assistência Farmacêutica) . "Os processos de ensino e serviços realizados neste espaço eram realizados desde 2005 no espaço que veio a se transformar em Farmácia Solidária, que ainda nos dias de hoje é referência nacional como exemplo para outras instituições de ensino e prefeituras. Em âmbito acadêmico, a história do curso ficou ainda mais completa com a Inauguração do Laboratório de Ensino em Análises Clínicas em 2011, potencializando o ensino farmacêutico e entregando ainda mais excelência à sociedade. Em 2020, 314 alunos matriculados usufruem desta estrutura", destaca Juliana.

Em 2013 outro momento importante do curso de Farmácia: a graduação no período noturno oportunizou contemplar um maior número de pessoas interessados no curso, proporcionando acessibilidade daqueles que antes não poderiam cursá-lo.

 

Área de atuação e o futuro do curso de Farmácia

Os resultados da formação são vistos logo após a conclusão. O profissional possui conhecimento para atuar em mais 135 especialidades farmacêuticas, oportunizando diversidade de áreas de atuação ao profissional. "Nossos acadêmicos normalmente estão bem posicionados no mercado de trabalho e a grande parcela já tem propostas de emprego antes mesmo da colação de grau. Isso ocorre porque os nossos locais de estágio são campos profissionais. Em vários casos, o local de estágio acaba se tornando o local do primeiro emprego no nosso farmacêutico, como responsável técnico. Temos convênios com inúmeras empresas e prestadores de serviços, que são campos de trabalho para o graduado em farmácia", evidencia a coordenadora adjunta do curso, Silvia Dal Bó.

Há três anos, em 2017, um novo processo formativo se apresentou ao curso. As novas Diretrizes Curriculares Nacionais possibilitaram a formação por competências, uma mudança descrita por Silvia como de extrema importância. As alterações ainda estão em processo de implantação, mas já significam muito. "Elas preveem um indivíduo que desenvolve habilidades, atitudes e valores que extrapolam a formação técnica. Em um primeiro olhar, essa mudança pode parecer simplista, mas ela é bastante transformadora, ao passo que estimula o acadêmico a desenvolver um olhar crítico e multidisciplinar, relacionando assuntos que permitem a análise do indivíduo como um todo. Nos últimos anos já estamos trabalhando nessa lógica de formação, mas a mudança virá com ainda mais força com a implementação da nova matriz curricular, hoje em construção. Esperamos que em 2021 a matriz já esteja em execução", conta.

A nova matriz curricular vai ao encontro dos avanços da profissão nos últimos anos. Com a ampliação das áreas de atuação e a legitimidade de outras já concretizadas na vida do profissional. Segmentos como Farmácia Clínica, Farmácia Estética e as Práticas Integrativas expandiram os horizontes. "Atualmente estamos sempre em busca de atender as necessidades da sociedade inserindo em nossa formação as mais diversas áreas de atuação do farmacêutico, que vai além das grandes áreas, podendo citar: acupuntura, farmácia forense, estética, pesquisa, entre outras. Podemos dizer que o curso de farmácia da Unesc procura proporcionar um ensino de qualidade tendo como propósito maior contribuir para a melhoria da qualidade de vida de nossa sociedade", enaltece a coordenadora adjunta.

Ainda, a área das ciências farmacêuticas se tornou mais evidente nesse ano de 2020 com a pandemia de SARS-COV-2. O farmacêutico foi convocado a participar ativamente na linha de frente no combate ao coronavírus. "Nossa área não foi afetada pela pandemia e ainda teve um franco desenvolvimento, além de ter evidenciado o papel do farmacêutico na pesquisa científica para diagnóstico e tratamento da doença e seus complicadores. Esperamos um impacto ainda mais importante para a profissão nos próximos anos", completa Silvia.

Confira o evento completo desta sexta-feira com homenagens e recordações especiais sobre os 20 anos do curso de Farmácia:

https://www.youtube.com/watch?v=tZ7HaZyu-5c