Foto: Eduardo Montecino

Foto: Eduardo Montecino

Texto por: Dyovana Koiwaski e Gustavo Luzzani

Uma cerimônia ecumênica musical na manhã desta sexta-feira (14) marca o lançamento do Guia de Atrativos Religiosos de Jaraguá do Sul. Em uma espécie de roteiro, o material reúne 30 edificações religiosas do município que têm potencial turístico por conta da arquitetura singular e relevância histórica.

Os locais, já conhecidos pelos moradores da região, abrangem estruturas católicas e a luteranas, com mais tempo de existência no município. Quem estampa a capa do guia é a Chiesetta Alpina, um dos pontos religiosos mais visitados, atraindo turistas do Brasil inteiro.

Entre as informações que constam no material, estão a data de inauguração, horários de funcionamento, histórico, endereço, formas de entrar em contato com a igreja e outras características. O guia foi organizado pelo Grupo de Turismo Religioso, ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Serviços e Turismo.

Conforme o diretor de Turismo de Jaraguá do Sul, Marcelo Nazatto, essa é uma forma de ajudar quem tem interesse em conhecer as riquezas religiosas do município e quer montar o próprio roteiro de viagem, e também fugir dos pontos mais conhecidos. A tiragem inicial é de 20 mil impressões, com distribuição dirigida.

Material conta com informações históricas, características, horários de funcionamento e contato | Foto: Divulgação Prefeitura Municipal

Nazatto explica que agora o objetivo é sensibilizar as agências de turismo e grupos de peregrinação. "Vamos trabalhar com a divulgação do material em feiras e pessoas envolvidas com esse tipo de atividade para que na hora de pensar em uma viagem religiosa, elas lembrem de Jaraguá", comenta o diretor.

O guia será distribuído em centros de atendimento ao turista, como o Portal Heinz Bartel, a Casa do Colonizador, Prefeitura, museus, biblioteca e demais locais públicos. Todas essas informações também estão disponíveis no Portal de Turismo da cidade, pelo seguinte link: turismo.jaraguadosul.sc.gov.br.

Na rotina das igrejas, pouco muda

O Guia de Atrativos Religiosos, segundo o diretor de Turismo, Marcelo Nazatto, é uma forma de dar suporte às organizações religiosas de Jaraguá do Sul, mas não significa as estruturas receberão investimentos.

Considerando a tendência de crescimento no número de turistas, apesar de não citar números, o diretor explica que as adaptações à nova demanda vão depender de cada local. "Não haverá investimento público nas devidas edificações", enfatiza Nazatto.

Cada igreja tem um respectivo horário de funcionamento e muitas delas, que não possuem essa tradição de visitas periódicas, não estão abertas o dia todo. Por conta disso, o diretor explica que no guia consta o horário das missas e telefone para contato.

"Caso um grupo de turistas queira visitar o local em outro horário, ele pode agendar com a própria secretaria. O guia organiza as opções que eles podem conhecer na cidade, visando também fomentar o turismo de um modo geral", avalia Nazatto.

Na Igreja do Redentor, no bairro Jaraguá 99, por exemplo, o pastor Gerson Zschornack relata que está diariamente na estrutura e que pretende receber os visitantes, com agendamento prévio ou não.

"Apoio o projeto porque vai informar quais são os pontos da cidade que estão aptos ao turismo religioso", relata. Na estrutura geral da igreja, não estão previstas mudanças por conta do lançamento do guia.

O município já integra algumas rotas turísticas, como a alemã, a húngara, a italiana, rota do bairro tombado Rio da Luz e todas essas possuem igrejas. As estruturas religiosas fazem parte da colonização de Jaraguá do Sul e mantém uma série de tradições na cidade, como a via sacra no Rio Molha e a carreata da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Ilha da Figueira.

Lançamento com música na igreja Apóstolo Pedro

Durante a cerimônia ecumênica, o maestro, regente de coral e organista Ricardo Feldens apresentará um prelúdio de músicas sacras no órgão de tubos da igreja luterana Apóstolo Pedro, no Centro.

Mostrando um pouco da manifestação religiosa e da igreja de 1932 - a única na cidade com o instrumento sacro -, o Guia de Atrativos Religiosos será apresentado às 9h30.

Os cantores mirins Bruna Rozza Tribess e Gustavo Bardim, estudantes do 6º e 3º ano do Colégio Evangélico Jaraguá, também se apresentarão. Durante o evento será feita a entrega simbólica de kits do Guia de Atrativos Religiosos aos representantes das igrejas.

Chiesetta Alpina é segundo roteiro religioso mais visitado no estado

Apenas seis anos depois de sua inauguração, a Chiesetta Alpina já figura entre os principais roteiros religiosos de Santa Catarina.

O destino está segundo lugar segundo informações do Instituto Chiesetta Alpina, somente atrás do Santuário da Madre Paulina, em Nova Trento. Somente em 2016, mais de 20 mil pessoas de todos os estados do Brasil e de mais de 26 países passaram pela igrejinha no alto do Morro Boa Vista.

O ambiente vem passando por constantes melhorias, muito além da pavimentação do acesso. "O telhado foi refeito, a torre está sendo melhorada e estamos pensando em aperfeiçoar mais coisas na parte interna e externa", ressalta.

 

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?