Nos últimos meses, ocorrências de roubo e furto ocorridos em Guaramirim têm chamado a atenção por um fato em comum: a participação de criminosos de Joinville. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 80% dos presos na cidade após os crimes dessa natureza são da cidade vizinha. Araquari, Schroeder e Massaranduba também enfrentam o mesmo problema. Segundo o comandante da 2ª Companhia do 14º Batalhão de Polícia Militar, tenente Edson Jesus da Silva, o problema começou há alguns meses, quando a PM intensificou operações de policiamento e barreiras de trânsito para coibir o número de homicídios em Joinville. “Com a guerra entre facções, houve o reforço com policiais de Florianópolis”, comenta Edson, ao ressaltar que a maior presença policial acovardou os bandidos.
No carro dos três homens detidos, os policiais encontraram uma TV e uma garrafa de espumante roubadas
No carro dos três homens detidos, os policiais encontraram uma TV e uma garrafa de espumante roubadas
O trabalho ostensivo na maior cidade do Estado levou as atividades criminosas às cidades ao redor de Joinville. De acordo com a Polícia Militar, os bandidos saem das suas áreas normais de atuação para cometer furtos e roubos em cidades da região.  “De todos os indivíduos que a gente pega em flagrante, pelo menos 80% deles são de Joinville”, enfatiza o comandante da 2ª Companhia do 14º BPM. O fato de Guaramirim ser cortada por duas rodovias também facilita a fuga dos ladrões e assaltantes. Há saídas pela Rodovia do Arroz (SC-108), pela BR-280 e por Schroeder, por exemplo. “Essa configuração dificulta muito as ações para realizar um cerco policial”, revela o tenente Edson. Policiamento preventivo Para prevenir os crimes no interior, a Polícia Militar intensifica ações. Há guarnições que ficam apenas nessas localidades, em bairros como Corticeira e Guamiranga. Os policiais militares que atuam nessas áreas estão orientados a abordar veículos com placas de fora, ou seja, de Joinville e outras cidades. A grande maioria dos abordados tem passagens criminais ou são flagrados cometendo delitos. “Com a chegada de novos soldados e o fim da operação veraneio, vamos ter policiais atuando exclusivamente em barreiras e operações de trânsito”, comenta, ao ressaltar que o número de soldados atuando nas áreas interioranas será ampliado. A Polícia Militar pede que os moradores de Guaramirim fiquem alertas e repassem informações para a Central Regional de Emergência através do número 190. “O cidadão pode pedir para a polícia averiguar um veículo suspeito, que nunca foi visto na região”, exemplifica o tenente. “Grande parte das ocorrências que resultam em prisões partiram de informações de alguém da comunidade”, completa.