Servidores públicos da área da saúde anunciaram paralisação no atendimento e greve em Santa Catarina. Sem negociação das reivindicações com a Secretaria Estadual da Saúde, a categoria informa que vai paralisar o atendimento na terça (27), entre as 9h e as 10h, e na terça (3), das 9h às 11h, e iniciar greve a partir do dia 4 de abril. Essa semana, os servidores interromperam o serviço por 1 hora nos hospitais Tereza Ramos, em Lages, Regional de São José, Instituto de Cardiologia, e Governador Celso Ramos e Maternidade Carmela Dutra, em Florianópolis. Também foi realizada assembleia do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde Pública Estadual e Privado de Florianópolis e Região, Sindsaúde/SC, para discutir as estratégias de mobilização e pressionar a Secretaria Estadual de Saúde. As reivindicações da categoria são a abertura imediata de concurso público para contratação de servidores, melhorias nas condições de trabalho - incluindo equipamentos e insumos adequados para prestar melhor assistência aos usuários, reajuste no auxílio alimentação de R$ 12 para R$ 24, reajuste salarial e incorporação da gratificação no vencimento.