Devido a continuação da Greve dos Servidores, que ocorre há mais de 13 dias, em protesto pela aprovação do projeto de Lei 17.484/18, intitulado Creche e Saúde Já, os serviços de saúde e educação continuam com atendimento parcial em Florianópolis.

De acordo com a prefeitura, das 36 escolas municipais, 23 estão paralisadas e 12 com atendimento parcial. Das 88 creches do município, 22 em greve, enquanto 56 atendem parcialmente.

Já as 49 unidades de saúde da Capital, 22 não estão realizando consultas e 25 disponibilizam o serviço de vacina devido o início da campanha contra a gripe. Da área de farmácia, apenas 15 estão em serviço.

A orientação que a Secretaria Municipal de Saúde recomenda é para que os usuários que precisão de medicação, consulta médica ou vacinação entre em contato com os postos, pois devido à greve, o atendimento pode ser alterado a qualquer momento.

Os movimentos sindicais e populares convocaram um ato unificado, marcado para essa quarta-feira (24) à tarde, na frente do terminal de ônibus do centro (Ticen). A manifestação acontecerá em prol da defesa dos serviços públicos e contra projetos de organizações sociais em Florianópolis.