Uma demanda antiga do Vale do Itajaí para combater enchentes na região, enfim, começa a sair do papel. Nesta quarta-feira (30), o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), autorizou a abertura de processos de licitação para a contratação de projetos e obras relativos à recuperação da barragem Norte, em José Boiteux.

Desde 2014, em razão de danos causados em componentes hidráulicos, elétricos e mecânicos, a Defesa Civil vem operando a estrutura de forma emergencial, por meio de bombas hidráulicas externas.

Para que a maior barragem de contenção de cheias do Brasil possa funcionar normalmente, o Governo do Estado contratará três serviços: o projeto de recuperação da estrutura, a conclusão do canal extravasor e os estudos de impacto socioambiental. O início das obras, contudo, deve ocorrer apenas no ano que vem.

Nesta primeira etapa, o investimento está estimado em cerca de R$ 9,5 milhões, de um total de R$ 22 milhões que serão aplicados na revitalização, entre recursos federais e estaduais.

Ao todo, as obras vão beneficiar diretamente 15 municípios: José Boiteux, Presidente Getúlio, Ascurra, Rodeio, Vitor Meireles, Indaial, Ibirama, Timbó, Blumenau, Gaspar, Botuverá, Ilhota, Itajaí, Brusque e Navegantes, além de 2,9 mil pessoas que vivem em oito aldeias indígenas situadas no entorno da barragem.

A barragem Norte entrou em operação em 1992 e tem capacidade para armazenar um volume de 357 milhões de metros cúbicos de água. Localizada no rio Hercílio, conhecido como Itajaí do Norte, é a principal ferramenta de contenção de cheias do Médio Vale do rio Itajaí até sua foz, em Itajaí.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul