Nesta quarta-feira (23), o Governo do Estado atualizou a portaria que estabelece novas regras para o funcionamento de igrejas e templos religiosos.

A partir de agora, a lotação máxima nesses locais será determinada conforme a Avaliação de Risco Potencial para coronavírus em cada região - antes a capacidade estava fixada em 30% para todas.

Veja como ficou

  • Nas regiões de risco "gravíssimo", a lotação máxima não pode ser superior a 30% da capacidade;
  • Nas de risco "grave", a lotação máxima pode chegar a 50%;
  • Nas de risco "alto", a lotação pode ser de até 70%;
  • Nas de risco "moderado", a lotação máxima será aquela que garanta o distanciamento social mínimo de 1,5 metro entre as pessoas.

Atualmente, 15 regiões catarinenses, entre elas o Vale do Itajaí, estão classificadas como nível "grave" para a Covid-19. Portanto, os cultos, missas e reuniões presenciais de cunho religioso só podem ocorrer com, no máximo, 50% da capacidade de público do espaço. Apenas a região do Extremo Oeste encontra-se em risco "alto".

As pessoas continuam obrigadas a utilizar máscaras de proteção nesses ambientes, que deverão dispor de álcool em gel para higienização das mãos e assentos de forma alternada entre as fileiras.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul