Devido à chegada da massa de ar polar, o Governo de Cocal do Sul mobilizou as equipes da Defesa Civil, Assistência Social, Fundac, Samae e Desenvolvimento Rural para realizar um trabalho conjunto. E para enfrentar esta situação existem diversas recomendações que podem ser seguidas para evitar situações de risco.

“Estamos acompanhando a previsão do tempo e estamos com nossas equipes escaladas para auxiliar a população em tudo o que for necessário, dando todo o suporte para evitar situações de risco”, frisa o prefeito Fernando de Fáveri. Ao longo da semana, as equipes distribuíram cobertores à população que necessita e a Secretaria de Assistência Social e Defesa Civil estão monitorando possíveis casos de situação de risco. Para buscar auxílio, basta entrar em contato através do telefone 3444-6033 ou 3444-6034.

Com a queda das temperaturas, também há o risco de as tubulações das adutoras de água sofrerem rachaduras, por isso em caso de emergência a população deve acionar o Samae, através do telefone 98831-2761. O alerta de frio também vale para os animais, por isso a Fundac recomenda que as pessoas protejam seus pets e se possível acolher aqueles que estão na rua.

Agricultura em alerta

A Coordenadoria de Desenvolvimento Rural do município teme que a situação de frio possa impactar de forma negativa na atividade agrícola e pecuária, causando prejuízos em cultivos e criações sensíveis à baixa temperatura. Principalmente em relação à agricultura e piscicultura deve-se redobrar os cuidados. Em caso de emergência, basta ligar no telefone 99935-8591.

Além disso, os prejuízos em máquinas e equipamentos com o frio extremo merecem a atenção dos agricultores. Sistemas que levam água, como as bombas de irrigação, os pulverizadores e os turbo atomizadores são sensíveis ao congelamento da água e podem sofrer danos. Tratores, caminhões, colheitadeiras, entre outros maquinários, também devem ficar protegidos em galpões e com líquido anticongelante nos radiadores.

Orientações

As recomendações são direcionadas a toda a população e também aos colaboradores, quanto a preservação do bem público, integridade física do servidor e de terceiros, seguindo as orientações:

1 – Proteja o veículo

O veículo deverá ficar em local de preferência coberto, evitando assim o congelamento da água do radiador/limpador de para-brisas e demais líquidos do motor.

2 – Gelo no para-brisa

Em hipótese alguma jogar água quente no para-brisas, pois poderá quebrar/trincar. Apenas jogue água em temperatura ambiente para ajudar no derretimento do gelo.

3 – Gasolina para injeção eletrônica

Se for veículo flex, verificar se há gasolina no reservatório de partida, para evitar panes no motor do carro.

4 – Cuidado com a bateria

O tempo frio exige mais da bateria do carro. Baixas temperaturas reduzem a velocidade de reação dos componentes químicos da bateria reduzindo, por exemplo, sua potência. Verificar se a manutenção está em dia.

5 – Cuidados com os pneus

Verificar a calibração e se não estão com desgaste acima do permitido, isso compromete a frenagem e a falta de aderência principalmente em pistas úmidas ou em situação de congelamento.

6 – Visibilidade

Um dos fatores mais importantes no inverno é a visibilidade. Certifique-se de que suas palhetas estão em bom estado e funcionando corretamente. O carro no frio tende que as palhetas se ressequem com mais facilidade, por serem feitas de borracha. Por isso, o ressecamento influencia diretamente na limpeza dos vidros, causando riscos e sujeiras.

7 – Dirija com cautela

Devida as condições de tempo para os próximos dias, redobre a atenção ao dirigir. Isso poderá amenizar acidentes em eventualidades que possam acontecer com o veículo ou até mesmo com a visibilidade. Existem várias condições adversas e é importante lembrar que nem sempre elas aparecem isoladamente, tornando o perigo ainda maior.

8 – Verifique as luzes do seu carro

Verifique se todas a luzes de sinalização do veículo estão em perfeito funcionamento. Luzes traseiras, lâmpadas de sinalização, luzes de freio, faróis e luzes de condução sempre merecem atenção. Nos dias de inverno as noites são mais longas e você precisará delas por mais horas, além de identificar o trajeto de cada veículo em dias de neblina e baixa visibilidade.