Governador Carlos Moisés | Foto Secom/Divulgação
Governador Carlos Moisés | Foto Secom/Divulgação

O governador Carlos Moisés anunciou, em entrevista coletiva à imprensa no início da noite desta segunda-feira (20), a liberação de grande parte dos serviços e atividades que estavam suspensos devido à pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina.

As igrejas, e demais atividades religiosas, já podem funcionar a partir desta terça-feira, com missas e cultos.

Shoppings, restaurantes de forma presencial, galerias, centros comerciais, academias - incluindo atividades ao ar livre, em parques e praias, de forma individual e sem aglomerações -, e bares podem abrir para atendimento direto ao público nesta quarta, com regramento especial.

“No fim de semana nós discutimos intensamente as propostas que vários setores nos fizeram para regulamentação de algumas atividades e, então, no dia de hoje estamos editando uma portaria. Estabelecemos regramentos importantes que devem ser rigorosamente respeitados para que não haja o retorno do impedimento desses setores”, atentou.

Os detalhes das regras serão divulgados amanhã.

Moisés reforçou que as medidas de higienização devem ser reforçadas e que, com a flexibilização, o número de casos tende a aumentar, o que será acompanhando ainda mais de forma frequente.

Não há previsão para o retorno do transporte público, nem para aulas presenciais, conforme o chefe do Executivo catarinense.

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, pontuou algumas das medidas e formas de atuação para que haja um convívio responsável.

“Em relação às igrejas, templos religiosos e afins, temos regulamentado a questão de número limite de capacidade nesses estabelecimentos. Temos alguns regramentos específicos, como aqueles que já utilizamos para todas as atividades e estão, neste momento, devidamente regulamentados, como o uso de máscaras e a questão do álcool em gel. Estamos trabalhando também com relação à ocupação das fileiras de bancos ou cadeiras dentro das igrejas e templos. O regramento do afastamento das pessoas tem que ser de pelo menos 1,5 metro. Temos ainda uma recomendação especial em relação à população mais vulnerável, idosos, pessoas de baixa imunidade, para atendimento domiciliar, e também a questão de atendimento individual e por agendamento, assim como assepsia, e sua frequência, nos estabelecimentos. Hábitos que já estão se tornando frequentes”, enumerou.

Números

Segundo o governador, em Santa Catarina há 1.063 casos confirmados, divididos em 100 municípios, número considerado estável e dentro de uma linha esperada, de acordo com ele.

São 35 óbitos, o mesmo número de ontem, distribuído em 22 municípios.

“Temos ainda muitos pacientes saindo das UTI’s, indo para as enfermarias, o que nos mostra que há também pessoas se curando”, concluiu o governador.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul