Foi apenas com ferramentas manuais e a ajuda de vizinhos, à revelia do ceticismo de engenheiros e políticos, que Pedro Kuhnen idealizou e liderou a abertura da Serra do Corvo Branco, hoje uma importante ligação entre a região serrana e o litoral catarinense. Nesta sexta-feira (27) o governador Carlos Moisés esteve em Grão-Pará para autorizar a pavimentação do trecho de 9,4 quilômetros, concluindo o trabalho iniciado há mais de 60 anos por Kuhnen.

O investimento será de mais de R$ 40 milhões. O prazo de conclusão é de 18 meses. "Esta é uma obra que sempre esteve no radar, sempre trabalhamos intensamente para resolver todos os entraves até a chegada deste momento. É um passo importante em direção ao nosso objetivo de encurtar caminhos e aproximar a serra e o mar", avalia Carlos Moisés.

O governador anunciou que, nos próximos dias, terão início os trabalhos para recuperar um trecho desmoronado da SC-370, nas proximidades da serra. Ele também deu o pontapé inicial para o próximo grande avanço. "Já conversei com o Thiago Vieira (secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade) para que possamos, o quanto antes, contratar o projeto de um túnel, por onde poderão passar veículos pesados, já que a grande vocação da Serra do Corvo Branco é o turismo", antecipa Carlos Moisés.

O prefeito de Grão-Pará, Helio Alberton Junior, lembrou do esforço de inúmeras pessoas para abrir a Serra do Corvo Branco, a partir da mobilização iniciada por Pedro Kuhnen em 1959. "Hoje precisamos ser gratos ao governador Moisés, ao secretário Thiago Vieira, a toda equipe que viabilizou esse investimento de R$ 40 milhões com recursos próprios. Muitas pessoas se perguntam se a obra sairá mesmo, e com alegria a gente responde que sim, vai sair", afirma.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp