O enfrentamento à Covid-19 foi retomado com prioridade pelo governador Carlos Moisés, na tarde deste sábado (28).

Em webconferência com presidentes de associações e diretores de hospitais filantrópicos, o chefe do Executivo estadual garantiu o repasse de R$ 44 milhões, até 31 de dezembro deste ano, para a reativação imediata de 205 leitos de UTI para tratamento da doença.

Além disso, anunciou a prorrogação da Política Hospitalar Catarinense (PHC) - em teto máximo - por mais 10 meses.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, explicou que os leitos haviam sido ativados no início da pandemia e foram desligados, gradativamente, de acordo com a diminuição no número de casos.

“São leitos que estão prontos para serem utilizados novamente. É fundamental que eles estejam ativos para que possam ser habilitados. Paralelamente, estamos trabalhando na habilitação de novos leitos”, informou.

Parceria com municípios

Depois da reunião com representantes dos hospitais, o governador Carlos Moisés se reuniu, via webconferência, com o presidente da Fecam, Paulo Weiss, prefeitos e secretários de saúde.

A eles, o governador Carlos Moisés apresentou as medidas adotadas na área da Saúde e reforçou a importância do trabalho alinhado com os municípios para conter os índices de contaminação em todas as regiões.

O governador reforçou que as ações de controle social serão definidas em conjunto entre Estado e municípios, com a participação de demais órgãos e poderes. Neste primeiro momento, estão sendo debatidos o reforço na fiscalização e medidas de prevenção no transporte coletivo urbano.

Uma nova reunião ficou marcada para a próxima segunda-feira, dia 30 de novembro, para definição consensual sobre os temas.

Fonte: Governo de Santa Catarina

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul