Os estudantes do 3º ano do ensino fundamental da Escola Básica Municipal de Florianópolis Antônio Paschoal Apóstolo, no Rio Vermelho, utilizaram a ferramenta Google Maps para realizar o trajeto escola-casa através de satélites.

Desenvolvido a partir da disciplina de Tecnologia Educacional, ministrada pelo professor Carlos Alberto Wendt, as crianças, na sala informatizada, puderam identificar os principais pontos de referência e observar o entorno de onde moram.

Motivado por um caso que ocorreu em 2014, onde uma criança foi sequestra na cidade de Ilhota, em Santa Catarina, por conta do vazamento de dados como nome e endereço da família em um site de jogos online. O professor resolveu ensinar para o grupo uma forma de se proteger, mas também entender e conhecer o local onde vivem.

Além de ajudá-las a se localizarem, a atividade contribuiu na autoestima de alguns estudantes. “Muitas crianças não nasceram em Florianópolis, e assim, com endereços de onde residiram, puderam mostrar para os colegas e, estes, conheceram lugares diferentes em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, mas também em Buenos Aires, cidade natal de um dos estudantes”, explica Carlos.

Além de ajudá-las a se localizarem, a atividade contribuiu na autoestima de alguns estudantes | Foto PMF/Divulgação

A iniciativa aguçou a curiosidade da garotada, que possui oito anos, em explorar outras ferramentas gratuitas que a internet proporciona, além de criar a cultura de segurança em redes sociais.

A turma aprendeu o nome da rua ou servidão onde moram, a acessar o site da Google com autonomia e também a localizar em que regiões suas casas estão inseridas, Norte, Sul, Leste e Oeste, e medidas de prevenção na internet como nunca passar o seu endereço, por exemplo.

Segundo o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira, em um mundo cada vez mais conectado pelas novas mídias e tecnologias, é importante que as escolas, professores e famílias estejam atentos à presença das crianças na internet, auxiliando-as a utilizar de maneira correta e saudável essas ferramentas.

A disciplina de Tecnologia Educacional faz parte da grade curricular da unidade educativa | Foto PMF/Divulgação

Tecnologia como aliada

A disciplina de Tecnologia Educacional faz parte da grade curricular da unidade educativa. Ministrada uma vez por semana, atende as turmas do 1º ao 3º ano do ensino fundamental.

O professor Carlos trabalha com os estudantes noções de programação utilizando o programa Code e outras práticas que buscam inserir e apresentar às crianças novas tecnologias.

Quer receber as notícias no WhatsApp?