Técnicos da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) foram chamados na manhã desta terça-feira (15) pelos responsáveis da Clínica Veterinária Schweitzer, para receber o corpo de um gato-do-mato-pequeno (Leopardus guttulus). O animal foi encontrado por uma moradora do bairro João Pessoa agonizando na rua Manoel Francisco da Costa, possivelmente após ser atingido por um veículo. Conforme o biólogo e chefe de Educação Ambiental, Christian Raboch Lempek, por volta das 22 horas de segunda-feira (14), quando encontrado na rua, o gato-do-mato ainda estava vivo, mas não resistiu. A equipe da Clínica Veterinária Schweitzer recolheu o mesmo e chamou a Fujama nesta manhã. Segundo Christian, não há ferimentos aparentes no corpo, o que leva a crer que a morte foi provocada por uma pancada na cabeça. A intenção é encaminhar o corpo do felino adulto, de aproximadamente cinco quilos, para taxidermia (empalhamento) e posterior utilização em atividades de educação ambiental. Para isso, estão sendo tomadas as providências legais. Enquanto isso, o corpo ficará congelado. O gato-do-mato-pequeno ocorre nas regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste do Brasil, além de países vizinhos como o Paraguai e Argentina. Trata-se de um animal solitário, de hábitos noturnos e que se alimenta de roedores, lagartos e pequenas aves. O gato-do-mato-pequeno se encontra na lista de fauna ameaçada de extinção no território nacional, inclusa como vulnerável. Em Jaraguá do Sul, imagens capturadas recentemente no Parque Municipal Ambiental Morro do Stinghen, na Barra do Rio Cerro, mostram a presença desta espécie naquela região. *Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul