A gastronomia romena está muito voltadas aos produtos da agricultura local, o país preserva a atividade agrícola como uma das principais fontes de renda. Outra atividade muito tradicional no país é a produção de vinhos. Com uma área de mais de 200.000 hectares de vinha, a Romênia é um dos mais importantes produtores de vinho na Europa. A viticultura é uma atividade tradicional muito antiga no local, há vinhas preservadas desde 1447.

Influência

Os sabores foram influenciados ao longo dos tempos pelos latinos, alemães, turcos, eslavos, judeus, armênios, gregos e ciganos. O país tem uma forte mescla cultural de todos os povos que passaram pela região. As comidas se caracterizam por sabores intensos e condimentados.

Café da manhã

Os romenos gostam de mesa farta e alimentos pesados no café da manhã. Não faltam embutidos, queijo bem salgado cortado em fatias grossas, ovos, batata-frita e bacon. Por fim, um café e um pãozinho. Durante o inverno na Europa, os romenos tomam ainda um licor caseiro para esquentar.

Foto divulgação

De rua

É muito comum encontrar mini padarias, que possuem uma pequena vitrine e uma janela por onde é possível realizar o pedido. Os produtos de rua costumam ter preços bem acessíveis. Em geral os produtos mais encontrados são pretzels, que se chamam covrigi por lá e vários tipos de rolinhos e pães recheados. Estes sabores tem sua influência direta ligada aos alemães.

Foto divulgação | Covrigi

Ciorbă

É uma sopa feita de legumes, verduras, carne ou peixe. Os ingredientes complementares da sopa são: ovos, nata e iogurte. É um dos principais pratos da cozinha tradicional romena, geralmente servida no almoço, após as entradas. O prato tem origem turca.

Foto divulgação

Papanasi

Sobremesa tradicional. É feita com uma massa frita ou cozida, em forma de rosca com uma pequena esfera no topo. Geralmente é preenchida com um queijo macio, como o urdă, feito a partir de soro de leite de ovelha, vaca ou cabra. A sobremesa é servida coberta de creme de leite e geleia azeda. A geleia mais comum no país é de ameixas. A Romênia é o segundo país do mundo que mais exporta ameixas, perdendo somente para a China.

Foto divulgação

  • Curiosidade: Devido aos longos períodos de inverno, os romenos têm o costume de estocar alimento em casa. É normal encontrar comidas estocadas entre a chegada da primavera até o outono. Frutas se transformam em geleia e são colocadas em compotas, e verduras viram conservas ou são guardadas cortadas para virar sopa. O mesmo acontece com as carnes que são colocadas na gordura animal e estocadas.