A Prefeitura de Gaspar, por meio da Secretaria de Saúde, segue em alerta máximo para o combate da dengue no município. Nesta quinta-feira (21) foram registrados um total de 117 casos de dengue. Além disso, 14 casos seguem em investigação. Mesmo com as ações dos agentes de saúde, índice de notificações da dengue continua alto, além disso, são mais de 300 focos do mosquito encontrados neste ano.

A Prefeitura reforça a importância de toda a comunidade adotar medidas simples, para colaborar no combate à dengue, são elas: eliminar a água parada em vasos, garrafas, pneus e outros objetos que possam acumular líquido. “Estamos intensificando as nossas ações para evitar que a situação se agrave. Nossos agentes de endemias estão fazendo um grande trabalho de combate e prevenção para que os focos diminuam e que não causem doenças, mas essa é batalha de todos e contamos com o engajamento da população”, destaca o prefeito Kleber Wan-Dall.

Apenas nas últimas semanas, a Prefeitura de Gaspar realizou dois mutirões de limpeza nos bairros Bela Vista e Santa Terezinha e já recolheu mais de 40 toneladas de lixos que acumulam água. Os dois bairros fazem parte de um total de cinco que são considerados infestados (Coloninha, Sete de Setembro, Centro). Eles são considerados infestados por conta da incidência maior de focos e casos encontrados. Neste momento, não têm sido registrada a diminuição dos focos e isso gera uma pressão nos demais bairros ao redor.

O secretário de Saúde, Francisco Hostins Junior, reforça que os números são preocupantes, uma vez que cidades vizinhas como Blumenau e Brusque já registraram óbitos. “Estamos vivendo uma epidemia de dengue. A situação é tão preocupante que temos a assustadora projeção que se os números não diminuírem, teremos uma estimativa de pelo menos 15 óbitos na cidade ainda neste ano”, comenta o secretário.

A dengue é transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti e os sintomas podem ser: febre alta, dor atrás dos olhos, dor muscular intensa. Em caso de suspeita, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima para os devidos encaminhamentos. Em casos de dengue hemorrágica, o paciente necessitará de suporte hospitalar. É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas, pois as manifestações iniciais podem ser confundidas com outras doenças.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.