Nesta quinta-feira (18), Gaspar completa 87 anos de emancipação político-administrativa, de uma forma diferente, com máscara, diversos cuidados e com o compromisso de cuidar ainda mais da vida das pessoas em tempos de Covid-19.

Neste ano, por conta do agravamento da pandemia, a Prefeitura não realizará o tradicional desfile cívico de celebração ao aniversário da cidade.

 

“Infelizmente, o momento não nos permite estarmos juntos em festa como de costume. Estamos trabalhando bastante, cientes dos desafios e com eficiência, para que possamos deixar um legado próspero e positivo para Gaspar. Mas isso não nos impede de fazer a reflexão e comemorar a nossa história e nossas conquistas”, reforça o prefeito Kleber Wan-Dall (MDB).

 

Mesmo com a crise sanitária, o município vem conquistando avanços na área econômica. Em 2020, Gaspar ganhou 1.654 novas empresas, marca que a colocou entre as 20 cidades catarinenses que mais abriram negócios. Nesses primeiros meses de 2021, já são 186 novos empreendimentos.

Para combater o coronavírus, a Prefeitura fez a contratação de médicos, implantou o Centro de Triagem no Ginásio João dos Santos e viabilizou a abertura de 20 leitos de UTI no Hospital de Gaspar.

Além das conquistas obtidas entre tantas dificuldades, novos heróis gasparenses surgem a cada dia, e Hércules Vargas é um deles. O técnico de enfermagem, de 56 anos, vem abdicando de momentos com a família para cuidar do próximo e salvar vidas.

 

“Nosso dia a dia no Hospital de Gaspar sempre foi corrido, mas nosso trabalho triplicou com a pandemia da Covid-19. O mais triste para nós é quando um paciente precisa ser entubado e pede para gente dizer que ama muito alguém que o aguarda na sala de espera. É de cortar o coração de toda a equipe técnica. Apesar de tudo, a gente trabalha com amor o tempo todo”, relata Hercules.

 

Entre dias e noites de angústia, o técnico de enfermagem espera por tempos melhores. A superação faz parte da história do "Coração do Vale", como nas grandes enchentes de 1983 e 2008. Em cada morador, existe a força de quem jamais se sentiu derrotado. Na dor e na consternação, os gasparenses seguirão fortes. Parabéns, Gaspar!