É bom ir se preparando para tirar as roupas de inverno do armário, porque a partir da quarta-feira (27), depois de longo período de calor, o outono finalmente vai dar as caras, com a chegada de uma frente fria. Segundo informações da Epagri/ Ciram, órgão responsável em Santa Catarina pela previsão do tempo, chuva e nebulosidade devem marcar o início da semana em Jaraguá do Sul. A mudança, de fato, deve ocorrer amanhã, quando o dia deve amanhecer encoberto e a temperatura despencará para 8°C, com máximas de 20°C. “A tendência é termos chuva na terça em Jaraguá do Sul e depois teremos um período com tempo seco e sol, com pouquíssimas nuvens, por uns 10 dias e temperaturas abaixo de 10 graus”, indica o meteorologista da Epagri/ Ciram, Marcelo Martins. Segundo a Defesa Civil do Estado, não é comum para abril ter temperaturas tão baixas como as que estão previstas. Uma segunda frente fria, de massa polar, vinda da Argentina, atingirá o Sul do Brasil e aportará no solo catarinense por volta dos dias 6 e 7 de maio. Sobre o chamado “veranico de maio”, em função do atraso na chegada da estação, segundo o meteorologista, deve aparecer “entre junho e agosto”. A costureira Iris Pires, 57 anos, ontem andava apressada debaixo do sol forte na Rua Quintino Bocaiúva. Moradora do bairro Ilha da Figueira, ela representava a população que quer um basta do calorão. “Está difícil. Não aguento mais andar na rua e trabalhar com esse sol forte”, conta. Comércio aguarda queda na temperatura Quem comemora a chegada do frio são os lojistas. A gerente de uma loja de calçados do Calçadão, Caciele Moreira, 33 anos, conta que uma das estratégias para atrair os clientes é dar descontos de 50% nos produtos de verão. Assim, o consumidor também é estimulado a conferir as novidades em botas e acessórios da linha outono/inverno. “No ano passado, nessa época, tinha mais chuva e frio e vendemos 20% a mais nos calçados de inverno”, observa. Gerente de uma loja de artigos do vestuário, Géssica Luana Lopes, 25, também torce para que a chegada do frio e a proximidade do Dia das Mães alavanquem as vendas. “Esse ano as vendas de artigos de inverno estão bem fracas, uns 20% a menos do que em 2015, mas a gente tem esperança que melhore”, diz, otimista. “Por enquanto, o que tem saído mais aqui são as roupas de inverno da linha infantil, porque as crianças crescem mais rápido. Tem que esfriar logo!”, complementa a gerente de outra loja, Viviane Aben. Veja a previsão do tempo para esta terça-feira aqui.