Mais um foco do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika foi encontrado em Forquilhinha.

Desta vez a larva foi encontrada em armadilha no bairro Santa Líbera, em uma empresa que é monitorada semanalmente e, com essa localização já são dois focos em no município desde o início do ano de 2021.

“Continuamos solicitamos que as famílias verifiquem o seu domicílio e o entorno dele uma vez por semana para identificar e eliminar possíveis criadouros como em caixas d´água, pneus, vasos e piscinas, entre outros. Estamos fazendo a delimitação de raio de 300 metros de onde foi encontrado o foco. Não temos a circulação do vírus, apenas a presença do mosquito, que pode chegar nas lonas dos caminhões, caixa de ferramenta, pneus”, explica a agente endemias, Margarete Fernandes destacando ainda, a importância da instalação de armadilhas para conter a proliferação da doença.

A orientação da Vigilância Sanitária é conservar a caixa d’água, tonéis e barris de água bem fechados; tratar águas de piscinas com cloro e limpar uma vez por semana; manter as lixeiras tampadas e secas; não jogar lixo em terrenos baldios; manter garrafas com boca virada para baixo; acondicionar pneus em locais cobertos; proteger ralos sem tampa com telas finas, encher pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda e lavá-los uma vez por semana são algumas das medidas de prevenção, entre outras ações.

Números

Nos últimos anos, foram sete focos encontrados no município, sendo dois em 2018, três em 2019, um em 2020 e dois em 2021. Informações entrar em contato pelo telefone 3463-1694.


Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp