O prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, anunciou a abertura de processo de licitação para os estudos de modelagem do saneamento em Florianópolis. Esse documento embasará o tipo de contratação para empresas que desejarem implantar a rede de tratamento de esgoto na região do Sul da Ilha. A decisão foi comunicada ao atual presidente da Casan, Edson Moritz.

De acordo com o prefeito, a decisão foi compartilhada com o governador Jorginho Mello. “O governador conhece a realidade da nossa cidade no tema do saneamento. Chegamos a conclusão de que a Casan tem que focar em fazer bem feito os serviços que ela já possui na cidade”, disse Topázio.

Para a Prefeitura, a Casan não conseguiu comprovar que possui capacidade financeira para implantação da rede em curto e médio prazo, o que poderia chegar na ordem de R$ 1,5 bilhão. Agora, técnicos do município trabalham na construção de um edital para contratar estudos que vão modelar todo o sistema de tratamento de esgoto que falta na Ilha.

Após contratar o estudo técnico de modelagem, o município espera ter, nos próximos meses, o novo formato de prestação de serviços de saneamento para a cidade e redefinir a relação com a Casan. A expectativa é que as obras iniciem ainda no ano de 2024.