A Prefeitura de Florianópolis regulamentou nesta quarta-feira (21) o Sistema de Acreditação em Saúde. O ato de assinatura ocorrerou no auditório da Reitoria da UFSC, na presença do prefeito Gean Loureiro, do secretário Municipal da Saúde Carlos Alberto Justo da Silva e das equipes de saúde e família e saúde bucal.

Elaborado a partir de sistemas implantados no Canadá, Portugal e Espanha, a Prefeitura de Florianópolis busca, através desse sistema, alcançar níveis maiores nos quesitos: qualidade em saúde e satisfação do paciente.

O sistema irá avaliar e certificar às unidades de saúde que realizarem melhorias nos processos de trabalho, principalmente, que visam à ampliação do acesso à saúde.

O sistema será permanente, mas neste primeiro ciclo, a certificação é voltada para as 49 unidades de saúde. A partir do próximo ano se estende para as UPAs e Policlínicas. Além do certificado de Excelência, as equipes receberão gratificação financeira, conforme os resultados apresentados, que podem variar de R$ 80 a R$ 2,4 mil.

“Queremos melhorar ainda mais nossos índices em saúde, mas principalmente, reconhecer e valorizar o servidor que trabalha bem e presta um serviço de qualidade ao paciente. Por isso, elaboramos um programa próprio de avaliação e reconhecimento”, ressalta o secretário Alberto Justo da Silva.

Hoje, a saúde é avaliada somente pelo Ministério da Saúde, através do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ).

As unidades de saúde devem fazer a adesão ao programa até 31/01/2019. A primeira listagem das unidades certificadas será em outubro de 2019. E serão avaliados cinco pontos: o cidadão, centro do Sistema de Saúde; Integralidade; os profissionais; estrutura e Gestão do processo de trabalho e resultados.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?