A Prefeitura de Florianópolis anunciou na tarde desta quinta-feira (13) que cerca de 300 vans e micro-ônibus ofereceriam transportes para a população nesta sexta-feira (14), já que motoristas e cobradores do transporte público decidiram aderir à greve geral convocada por vários sindicatos, em manifestação contrária à Reforma da Previdência.

Porém, reunido no início da noite com a direção do sindicato da categoria, o secretário de Transportes e Mobilidade da Capital, Michel Mittmann, recebeu a confirmação da operação em caráter emergencial, com número de veículos e itinerários possivelmente reduzido.

Mittmann se disse surpreso com a decisão da assembleia da categoria em não oferecer o serviço à população de Florianópolis.

Por ser tratarem de trabalhadores autônomos, é possível prever que alguns veículos entrem em operação na manhã desta sexta-feira, porém sem o número previamente acertado com a administração municipal.

Confira o esquema alternativo anunciado pela prefeitura:

  • Sujeito à redução na frota por decisão dos operadores de vans e micro-ônibus

Quer receber as notícias no WhatsApp?