O Centro de Valorização Humana Moral e Social (Cevahumos), que funciona no Bairro Abraão, em Florianópolis, deixou de atender a 110 crianças, entre 6 e 14 anos, na manhã desta segunda-feira por falta de recursos. Há três meses sem receber qualquer repasse de verba do convênio firmado com a Secretaria Municipal de Educação, o centro informa que só retomará o serviço após o pagamento. A Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que assinou novo convênio para liberar R$ 19.200 milhões destinados às organizações sociais, em benefício de mais de 5 mil estudantes. O investimento será repassado em até 11 parcelas a partir da próxima quarta-feira. R$ 256.819,20 são para auxiliar na manutenção da entidade. Desse total, mais de R$ 242 mil são como subvenção e R$ 14.300 para aquisição de alimentos. Na próxima segunda-feira está marcada uma reunião envolvendo a Cevahumos e outras organizações sociais que assinaram convênio com a administração municipal. Oficinas, aulas de teatro, judô e violino e estudos culturais seguem interrompidos enquanto isso para crianças e adolescentes no Centro de Valorização Humana Moral e Social do Abraão.