A Prefeitura de Florianópolis irá encerrar o ano com a implantação de mais seis novas localidades oferecendo à população a oportunidade de se alfabetizar e concluir o ensino fundamental. Em 2017, havia 18 espaços, que atendiam 1.149 estudantes. Agora, o número pulou para 24, contemplando 1.635 educandos. O endereço mais recente é o da Serrinha, onde foi aberta uma turma para quem não sabe ainda ler e escrever.

EJA é voltada para pessoas com mais de 15 anos de idade | Foto PMF/Divugação

A Educação de Jovens, Adultos e Idosos, EJA, coordenada pela Secretaria de Educação, é uma modalidade voltada para pessoas com mais de 15 anos de idade.

“Sempre que houver necessidade, independente da região, nós estaremos instalando uma localidade da EJA. O objetivo do município é permitir que a cidadania seja exercida por todos de forma plena”, diz o secretário Maurício Fernandes Pereira. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3212-0925.

Com uma proposta pedagógica voltada para a pesquisa enquanto princípio educativo, o currículo é desenvolvido tendo como base as problemáticas escolhidas pelos estudantes e mediadas pelos professores. Normalmente são trabalhadas questões que inquietam e tem sentido e significado com as vidas dos que procuram a EJA.

Florianópolis é a capital do país com melhor performance | Foto PMF/Divulgação

Os conhecimentos historicamente produzidos pela humanidade são articulados a partir do conhecimento prévio dos matriculados, que respondem a problemática inicial. No final é exposto todo o caminho percorrido da pesquisa e o que foi adquirido nesse processo.

Redução do índice de analfabetismo

Com o auxílio da EJA, a taxa de analfabetismo em Florianópolis, com pessoas com 15 anos ou mais, foi reduzida pela metade. Em 2016, 1,6% da população não sabia ler nem escrever.

Com o auxílio da EJA, a taxa de analfabetismo em Florianópolis foi reduzida pela metade | Foto PMF/Divulgação

O índice diminuiu para 0,8% em 2017. Florianópolis é a capital do país com melhor performance. Esse resultado foi divulgado em maio deste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, por intermédio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

 

LOCAIS DA EJA FLORIANÓPOLIS

 

1- Região Central

Escola Silveira de Souza – Centro | Manhã, tarde e noite

EJA NETI-UFSC – Trindade | Manhã e Tarde

Associação de Surdos da Grande Florianópolis – Centro | Manhã e tarde

EBM Donícia Maria da Costa – Saco Grande | Noite

EBM Paulo Fontes – Santo Antônio de Lisboa | Noite

EBM José Jacinto Cardoso – Serrinha | Noite

ACMR/COMCAP – Itacorubi | Noite

 

2- Região Continental

EBM Almirante Carvalhal – Coqueiros | Noite

PROEJA IFSC – Coqueiros | Tarde e noite

Biblioteca Barreiros Filho – Estreito | Noite

CEDEP – Monte Cristo | Noite

Ilha-Continente – Capoeiras | Noite

EJA Figueirense – Estádio Orlando Scarpelli – Estreito | Noite

 

3- Região Norte

EBM Herondina Medeiros Zeferino – Ingleses | Noite

EBM Maria Conceição Nunes – Rio Vermelho | Noite

EBM Osmar Cunha – Canasvieiras | Noite

EBM Mâncio Costa – Ratones | Noite

PROEJA Escola de Turismo e Hotelaria Canto da Ilha – Ponta das Canas | Tarde e noite

 

4- Região Sul

EBM Anísio Teixeira – Costeira do Pirajubaé | Noite

EBM João Gonçalves Pinheiro – Rio Tavares | Noite

EBM Dilma Lúcia dos Santos – Armação do Pântano do Sul | Noite

EBM Batista Pereira – Ribeirão da Ilha | Noite

EBM José Amaro Cordeiro – Morro das Pedras | Noite

EJA Avaí – EEB Idelfonso Linhares – Carianos | Noite

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?