Até esta quinta-feira (3), a diretoria de Trânsito da Prefeitura de Jaraguá do Sul irá concluir a instalação das placas que irão indicar a fiscalização do trânsito por meio de câmeras. Dos 60 aparelhos de videomonitoramento na cidade, apenas 20 vão integrar o sistema, que permite a autuação de motoristas que cometerem infrações. Segundo o capitão do 14º Batalhão de Polícia Militar, Antônio Benda Rocha, com os equipamentos devidamente colocados, o órgão informará a população pelos meios de comunicação oficiais sobre a início da operação. “O período de divulgação será de cinco a dez dias. A partir disso, o sistema irá começar a multar efetivamente”, garante Rocha. As placas de indicação são brancas com contornos pretos e foram fabricadas pela diretoria de Trânsito. O investimento é de aproximadamente R$ 3 mil. As câmeras serão acompanhadas pelos policiais da Central de Emergência. O registro da infração deve ser feito no momento exato em que a infração for flagrada, não podendo ser gravado e notificado em outros dias. A infração e forma com que foi verificada também serão anotadas. Infrações como dirigir sem usar o cinto de segurança, parar sobre a calçada, faixa de pedestre ou usar o celular no trânsito poderão ser vistas por meio das câmeras de segurança. O primeiro órgão a adotar o método foi a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Rio Grande do Sul, há seis anos. Em 2013, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) regulamentou a prática, permitindo o uso para punir irregularidades nas estradas e rodovias. Já em 2015, uma nova resolução ampliou a fiscalização para a área urbana.