O filhote de macaco-prego resgatado pela Fujama (Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente) em Jaraguá do Sul encanta pela simpatia e pela fofura.

Alguns leitores do OCP têm perguntado se Chico, como foi batizado pela equipe de resgate, está disponível para adoção.

O biólogo Christian Raboch publicou um Stories no Instagram explicando que o animal silvestre não está disponível para adoção.

Ele destaca que a fundação entrou em contato com IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina) para encaminhar o bicho para o Cetas (Centros de Triagem de Animais Silvestres), em Florianópolis.

Porém, segundo Raboch, o órgão não recebeu o animal por dois motivos.

O primeiro deles é que o Cetas está sem vagas.

O segundo é que a região da Grande Florianópolis está classificada como área vermelha para febre-amarela, doença que também pode causar a morte de primatas.

“A gente está entrando em contato com eles para verificar a possibilidade de encaminhar para algum zoológico. Se eles não conseguirem, provavelmente a gente vai ficar com esse animal em Jaraguá do Sul”, comenta o biólogo.

Chico foi resgatado no bairro Ilha da Figueira, no dia 12 de janeiro.

O animal foi encontrado pelos próprios moradores numa área de mata perto da região conhecida como Toca da Caninana.

O pequeno macaco estava molhado, coberto de lama e já apresentava infestação de larvas de mosca-varejeira.

O animal recebe atenção veterinária e passa bem.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança