A fiesc através do SESI/SENAI de Timbó em parceria com o SIMMMET (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Timbó), realizou na última quinta-feira (29) no Centro Empresarial do Município, que acomoda o SIMMMET, o SENAI e SESI, entre outras entidades, a palestra “Mercado de trabalho e qualificação”, com o intuito de realizar uma busca pelo conhecimento e troca de informações entre empresários, profissionais, técnicos e poderes públicos, sobre os modelos de educação de vários lugares do mundo que ajudam a elevar os índices de produtividade, competitividade e por consequência no desenvolvimento das indústrias de seus países.

Promover eventos com esta temática faz parte do propósito da FIESC, comenta Silvia De Pieri Gerente Executiva FIESC SESI E SENAI Regional Vale do Itajaí “Pois apresenta modelos de educação no mundo que refletem diretamente na competitividade das indústrias e desenvolvimento dos países, servem como reflexão e inspiração para construção de um plano local, considerando o contexto do município, na perspectiva de uma visão atual e futura.”

Sempre é preciso melhorar e valorizar os profissionais, adequando-os à evolução tecnológica, aos novos processos de fabricação e especialmente adaptá-los à cultura das empresas, normas nacionais e internacionais, comprometimento com o meio ambiente e relacionamentos profissionais. Criar oportunidades de qualificação profissional e abrir caminhos para seu crescimento. Edvaldo Angelo – Presidente do SIMMMET de TIMBÓ e 1º Diretor secretário da Fiesc - afirma que a importância de abrir espaços para discutir sobre o tema é para a preparação para o futuro “Nós precisamos preparar nossas empresas e as nossas famílias e nós mesmos para um futuro que está aí já. Estamos vivendo em nosso planeta momentos diferentes e nós temos que dar um jeito de abrir essa porta, e com vontade, agora precisamos nos unir, estar junto, o empresário, o empreendedor, o funcionário, as instituições, isso que é preciso, o momento é crucial, o mundo está precisando disso e nós aqui em Timbó somos uma pequena célula e que nós vamos segmentar essa célula nessa direção.”

Michael Eberle Siemeintcoski - Palestrante do evento ainda completa “Conseguimos dialogar com os empresários e autoridades de timbó, mostrando os modelos de educação da Europa, dos Estados Unidos, que tem um índice de produtividade extremamente elevados nas suas indústrias e a gente tentou demonstrar que esses índices de produtividade eles são conquistados, justamente por uma responsabilidade da sociedade civil organizada” e complementa “O trabalhador precisa entender a importância dele investir na formação, o empresário também precisa compreender que o investimento em formação profissional retorna em melhores índices de produtividade e torna a empresa muito mais competitiva e os governo municipais, estaduais e federal, também precisam entender que investir em educação, não é um gasto, e isso muda a situação de um país.”

A ideia é expandir e levar a temática da palestra para todo estado de Santa Catarina.

Michael Eberle Siemeintcoski é mestre em engenharia elétrica, especialista em engenharia de automação industrial e graduado em tecnologia eletrônica e formação pedagógica. Possui experiência na indústria de manufatura do segmento de automação industrial e na área de educação profissional e superior. Na educação atua há mais de 25 anos, exercendo funções de pesquisador na área de engenharia elétrica com ênfase em eletrônica industrial. Professor do Fatec do Senai/SC em Jaraguá do Sul e gestor dos núcleos de eletrônica, informática e metal mecânica da mesma unidade. Exerceu a função de diretor da faculdade Senai/SC em Jaraguá do Sul e do Instituto Senai de tecnologia em eletrônica. Atualmente é gerente de ensino superior da rede de faculdade do Senai/SC.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.