O perfil de quem desfrutou os principais destinos do litoral catarinense e os impactos da temporada na economia serão apresentados na próxima terça-feira (3), em reunião da Câmara Empresarial de Turismo, no auditório da Fecomércio/SC. Os dados compõe a Pesquisa Turismo de Verão no Litoral Catarinense 2018 realizada anualmente com turistas e empresários em  Balneário Camboriú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Imbituba, Laguna, Porto Belo e São Francisco do Sul, nos meses de janeiro e fevereiro. “A partir da década de 1990 Santa Catarina saltou do mapa como um dos principais destinos turísticos do país, mas o setor tem ainda muito potencial a explorar para criar um ecossistema dinâmico e oferecer um turismo de excelência. Esta pesquisa é uma importante ferramenta para direcionar o planejamento e desenvolvimento do setor turístico tanto na esfera pública, como na privada. Os dados apontam diversas oportunidades e gargalos, por isso é estratégico conhecer as características e demandas deste público para melhor atendê-los e proporcionar uma experiência única”, avalia o presidente da entidade, Bruno Breithaupt. As informações são apuradas sob as duas óticas e em vários pontos do Litoral para traçar os diferentes comportamentos dos visitantes em Santa Catarina. A pesquisa traz o perfil socioeconômico do turista (sexo, faixa etária, estado civil, renda e origem), características da viagem (tipo de hospedagem, meio de transporte e duração da estada), gastos médios e a avaliação quanto à infraestrutura e serviços oferecidos no local de veraneio. Os impactos nas cidades pesquisadas também são calculados a partir da percepção dos empresários, com dados sobre a contratação de temporários, variação do faturamento, ocupação dos leitos na temporada, etc. A pesquisa estará disponível na versão digital no site da Fecomércio SC a partir desta quarta-feira (4). *Com informação de assessoria de imprensa